Arandu Arakuaa: Metal com temática indígena brasileira

Resenha - Arandu Arakuaa - Arandu Arakuaa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Pelo menos para esse que vos escreve não é nenhuma novidade uma banda se enveredar a fazer Metal com temáticas indígena brasileira. Afinal, já pude conferir a banda Corubo, do Acre, que faz Black Metal se utilizando desses temas, além da 'falecida' Relva de Sangue que tinha os seus integrantes com pseudônimos indígenas.

Axl Rose: Um dos vocalistas com maior alcanceSeparados no nascimento: sou só eu, ou eles são parecidos?

Mas, isso é muito bem vindo, pois tudo que preserva a cultura de nosso país é positivo. O Arandu Arakuaa surgiu em 2008 e resolveu também embarcar nessa. Formado por Nájila Cristina (vocal), Zândhio Aquino (vocal/guitarra/teclado), Saulo Lucena (baixo/vocal) e Adriano Ferreira (bateria) o grupo vai além das bandas citadas, pois canta na língua tupi antiga e possui uma aura típica de celebrações indígenas em sua música.

Quem pensa que a isso a banda alia um Metal melódico ou algo similar se engana, já que o Metal extremo traduzido em Black Metal é o que compõe a área que nos interessa. A faixa, Tupinambá, por exemplo, é densa e possui vocais guturais rasgados se alternando a vocais líricos femininos. A música caiu muito bem e pode ser um belo cartão de visitas.

Já Auê! demonstra um grande lado da música folclórica indígena. O único 'porém' fica por conta dos vocais de Nájila que, diferentemente da primeira composição, soam menos enérgicos e até sem feeling. Kunhãmuku~i apesar de curta, mostra uma interessante variação e Moxy Pe~e Supé Anhangá é a mais extrema de todas, com bons riffs e levada mais dinâmica.

A capa do trabalho é interessante e a produção sonora ficou no limite e está ok. Por fim podemos constatar que, apesar da ideia não ser completamente original, a banda conseguiu se superar na sonoridade que é bem ímpar. Basta saber explorar mais a temática e sonoridade para não cair na mesmice.

https://www.facebook.com/pages/Arandu-Arakuaa/30052793330689...
http://www.myspace.com/aranduarakuaa




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Arandu Arakuaa"


Axl Rose: Um dos vocalistas com maior alcanceAxl Rose
Um dos vocalistas com maior alcance

Separados no nascimento: sou só eu, ou eles são parecidos?Separados no nascimento
Sou só eu, ou eles são parecidos?

Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?
Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?

Black Metal: banda brasileira fez clipe mais bizarro do universoMegadeth: Pepeu Gomes comenta convite e fala sobre Kiko LoureiroRaimundos: Ivete Sangalo canta e toca bateria em DVD7lista: sete músicas que mostram como o rock pode ser brega

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.