Heathen: Thrash metal visceral e trabalhado

Resenha - Breaking the Silence - Heathen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Podemos considerer que o HEATHEN foi uma das bandas mais injustiçadas do thrash metal da Bay Area. A banda, formada em 1984, na época, lançou dois excelentes discos, mas, infelizmente, não conseguiu atingir seus objetivos, encerrando atividades precocemente, apenas retomando no início da década passada. Mas para alegria dos thrashers brasileiros, a parceria entre as gravadoras Hard Records/Voice Music/Rock Machine/Rock Brigade acaba de colocar no mercado nacional o excelente primeiro (e melhor) disco da banda, "Breaking the Silence", lançado originalmente em 1987, ou seja, há exatos 25 atrás.

Viking Metal: Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!Angra: versões bizarras de músicas da banda

Na época, a banda era praticante de um thrash metal visceral e trabalhado, repleto de riffs criativos e viciantes, além de solos virtuosos, uma cozinha altamente técnica, e os excelentes vocais de David White, mais limpos que os tradicionais do estilo. Mas o grande destaque mesmo fica para a dupla de guitarristas Lee Altus (que atualmente também é guitarrista do EXODUS) e Doug Piercy (que atualmente vive na Alemanha, e é piloto profissional de corrida de carros), que trazem claras influências de metal tradicional e NWOBHM, principalmente nos riffs cavalgados e nos solos repletos de melodias.

E como os fãs da banda já sabem, alguns de seus maiores clássicos encontram-se neste lançamento, como a energética "Death by Hanging" (uma verdadeira aula de thrash metal, com solos inspirados e muitos riffs cativantes, além de um refrão matador), "Goblin's Blade" (com uma levada fantástica, seguindo o riff principal, e que cativa logo de cara), "Open the Grave" (mais cadenciada, e que mostra bem as mencionadas características de metal tradicional e NWOBHM no som do HEATHEN), a rápida faixa título, e "Worlds Ends" (outra paulada no melhor estilo anos 80), além do cover para "Set Me Free", do THE SWEET.

Essa versão ainda traz com bônus a faixa "Heathen", incluindo sua versão demo, e outras versões demo para "Pray for Death", "Goblin s Blade" e "Open the Grave".

A sonoridade do disco também é excelente, e muito à frente de seu tempo, graças ao trabalho do grande produtor Ronnie Montose, que deixou a sonoridade latente, exalando peso e agressividade em cada faixa.

Eis, pois, um grande relançamento, de um dos discos de suma importância para a história do thrash metal americano, e que mostrou ao mundo uma banda de grande talento que, por circunstâncias desconhecidas, não atingiu o sucesso que merecia, infelizmente. Nem preciso dizer que é item indispensável em qualquer coleção, certo?

Breaking the Silence - Heathen
(Relançamento 2012 - Die Hard Records/Voice Music/Rock Machine/Rock Brigade - Nacional)

Formação:
Lee Altus - Guitars
David White - Vocals
Doug Piercy - Guitars
Mike Jastremski - Bass
Carl Sacco - Drums

Track List:

1. Death by Hanging
2. Goblin s Blade
3. Open the Grave
4. Pray for Death
5. Set Me Free (Sweet cover)
6. Breaking the Silence
7. World s End
8. Save the Skull

Bonus Tracks:
9. Heathen
10. Pray for Death
11. Goblin s Blade
12. Open the Grave
13. Heathen




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Heathen"


Viking Metal: Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!Viking Metal
Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!

Angra: versões bizarras de músicas da bandaAngra
Versões bizarras de músicas da banda

Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

Keith Richards: Metallica e Black Sabbath são grandes piadasKeith Richards
Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"

Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes

Lars Ulrich: atrito entre Metallica e Megadeth nunca existiu?Lars Ulrich
Atrito entre Metallica e Megadeth nunca existiu?

Ramones: O legado não vai desaparecer, isso é o mais importanteRamones
"O legado não vai desaparecer, isso é o mais importante"


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336