RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemOzzy Osbourne revela qual foi o melhor guitarrista de sua carreira solo

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemRoger Waters atende a Rússia e faz discurso para o Conselho de Segurança da ONU

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemO triste motivo pelo qual o Pink Floyd não podia fazer contato com Syd Barrett

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemRitchie Blackmore avalia os guitarristas que o substituíram no Deep Purple


Def Leppard Motley Crue 2

Reverence: Um raro super-grupo que faz jus ao adjetivo

Resenha - When Darkness Calls - Reverence

Por Marcos Garcia
Fonte: Metal Samsara
Postado em 15 de julho de 2012

Nota: 9

Já vimos, por toda história do Metal, que muitas vezes, quando bandas juntam membros já conhecidos, nem sempre a coisa dá certo, pois as expectativas de vermos algo na linha das bandas anteriores de seus membros, ou algo grandioso demais nos iludem, e tiram do grupo o direito ao erro. E isso é ruim, muito ruim.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas há um segundo grupo, onde super-bandas dão certo e mostram trabalhos dignos de nota, como é o caso do REVERENCE, que chega com seu disco de estréia, 'When Darkness Calls'.

Aqui, temos um Power Metal de primeira categoria, pesado, sabendo equilibrar peso, melodia e técnica, bem como ser bem envolvente, e por um time de sujeitos que tem nas costas experiência: Todd Michael Hall já labutou no Jack Starr’s BURNING STAR, projeto do conhecido guitarrista Jack Starr; Bryan Holland já fez parte do ARREST e do TOKYO BLADE, lendas da NWOBHM; Pete Rossi, guitarrista, já tocou com Joe Stomp; Ned Meloni, das quatro cordas, também tocou no Jack Starr’s BURNING STARR junto com Todd; e o batera Steve "Doc Killdrums" Wacholz passou pelo SAVATAGE e gravou todos os álbuns da fase mais clássica da banda. Ou seja, currículo aqui não é problema.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O CD tem uma produção sonora de alto nível, onde a música que sai pelos falantes e forte e ríspida, mas ao mesmo tempo, melodiosa e bem estruturada, com excelentes vocais, guitarras maravilhosas sejam em bases pesadas e agressivas ou solos melodiosos, sem ter aquela velocidade que engana bobos, baixo e bateria formam uma zaga rítmica muito forte e pesada, sabendo variar bastante os andamentos e não servem apenas para segurar a linha de frente, mas são capazes de apresentar um trabalho diferenciado. A produção artística ficou muito bonita e evocando bastante a essência sonora da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É um pecado digno de excomunhão metálica querer destacar esta ou aquela faixa, porque o nível da banda é muito alto, e cada canção tem vida e beleza próprios, mas para sentir como o CD é ótimo, podem começar por 'When Darkness Calls', uma faixa que começa bem devagar e pesada, para logo ganhar peso e ficar bem empolgante, com excelentes bases de guitarra e vocais ótimos, bem como solos fortes; as ótimas 'Bleed for Me' e 'Phantom Road', ambas não muito velozes, mas bastante chamativas; 'Too Late', aquele típico Metalzão um pouquinho mais parado, com vocais se destacando bastante e com ótimo refrão; a grudenta 'Monster', onde Ned e Doc mostram serviço (e que serviço!); e a semibalada 'After the Leaves Have Fallen', com belos solos.

Ótimo disco, e é sério candidato a um dos melhores plays do estilo deste ano.

When Darkness Calls – Reverence
(2012 - Razar Ice Records – Importado)

Tracklist:

01. When Darkness Calls
02. Bleed for Me
03. Phantom Road
04. Devil In Disguise
05. Too Late
06. Gatekeeper
07. The Price You Pay
08. Monster
09. Revolution Rising
10. After the Leaves Have Fallen
11. Vengeance Is Mine

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:

Todd Michael Hall – Vocais
Bryan Holland – Guitarras
Pete Rossi – Guitarras
Ned Meloni – Bass
Steve"Doc Killdrums" Wacholz – Bateria

Contatos:

http://www.reverencemetal.com
https://www.facebook.com/Reverencemetal
http://www.youtube.com/ReverenceOfficial
http://www.reverbnation.com/reverenceofficial
http://twitter.com/#!/ReverenceMetal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de When Darkness Calls - Reverence

Resenha - When Darkness Calls - Reverence

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".
Mais matérias de Marcos Garcia.