Van Halen: Cada um puxando a sardinha para seu lado em 1981

Resenha - Fair Warning - Van Halen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Qual o limite da criatividade e da inovação, quando já se é mundialmente consagrado? Em 1981, o VAN HALEN já havia lançado seu debut homônimo (1978), “Van Halen II” (1979) e “Women and Children First” (1980), três álbuns que transformaram EDDIE VAN HALEN na maior referência da guitarra pós-HENDRIX e DAVID LEE ROTH em um dos maiores front leaders do showbiz mundial. A sensacional cozinha, composta por ALEX VAN HALEN e pelo apreciador de Jack Daniels MICHAEL ANTONY, completava a banda, descoberta por GENE SIMMONS anos antes na Sunset Strip, rua de L.A. que revelou de DOKKEN a QUIET RIOT, na virada dos nos 70 para os 80.
1716 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"5000 acessosHeavy Metal (o filme): trilha sonora do caralho!

Mas ao contrário de bandas que sofriam da "síndrome do segundo álbum" o VAN HALEN continuava insistente em querer "mais e melhor". Seguindo a melhor tradição do LED dez anos antes, a banda continuava procurando inovar a cada disco - seja reciclando elementos já utilizados, seja absorvendo novas tendências, sem cair no modismo.

Produzidos mais uma vez por TED TEMPLEMAN, os californianos lançaram "Fair Warning" em abril de 81. Se os três primeiros discos possuíam uma orientação mais próxima, trazendo, como já foi dito por um crítico, "uma versão esportiva do LED ZEPPELIN", "Fair" inovou, trazendo elementos mais obscuros – cortesia, principalmente, da guitarra de EDDIE.

"Dirty Movies" abre com uma introdução totalmente atonal de EDDIE, desembocando em mais um de seus sensacionais riffs. Um detalhe curioso é a brincadeira- bem ao estilo festeiro da banda- no registro de uma "salva de palmas" no meio da música. Na sequência a introdução carregada de flanger - marca registrado do guitarrista - abre uma das melhores faixas da história do hard rock "Hear about you Later", na qual se pode ouvir um dos solos mais inspirados desde ERUPTION, registrada quatro anos antes.

Falando em clássico, "Mean Street" parece fazer uma reverência à entrada dos anos 80, cheia de backing vocals da melhor categoria, acompanhadas de um riff cheio de punch. Em termos de novidade, "Push Comes to Shove" vem como uma brincadeira com a disco music, assim como os STONES fizeram com "Miss You" anos antes, mostrando um groove monstro por parte da banda. Tome fôlego: "Sinners Swing" é, um heavy poderoso, cheio de punch e sem soar NWOBH. Não satisfeito, EDDIE recicla e turbina KEITH RICHARDS nos riffs poderosos de "Unchained" - o maior sucesso comercial desse disco.

Segundo consta, o disco foi produzido em uma época em que os embates entre o vocalista e o guitarrista se iniciam por divergências quanto aos rumos musicais da banda - ROTH procurava um som mais comercial e acessível, enquanto EDDIE procurava experimentações e novos sons. Talvez isso faça de "Fair Warning" um álbum clássico - um punhado de grandes canções no qual cada um "puxa a sardinha para o seu lado".

Track list:

1. "Mean Street"
2. "Dirty Movies"
3. "Sinner's Swing!"
4. "Hear About It Later"
5. "Unchained"
6. "Push Comes to Shove"
7. "So This is Love?"
8. "Sunday Afternoon in the Park"
9. "One Foot Out the Door"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 19 de junho de 2012

Van HalenVan Halen
Em "5150", uma banda mais compacta e divertida

1716 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"483 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

Two and a HalfTwo and a Half
Participações de astros do rock na série

Van HalenVan Halen
A participação em "Beat It", de Michael Jackson

Van HalenVan Halen
Eddie comenta composição de "Jump"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

Heavy MetalHeavy Metal
Universo em fantasia; uma trilha sonora do caralho!

ExcessosExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões

Black SabbathBlack Sabbath
Décadas depois a participação de Gillan causa espanto

5000 acessosDébil Metal: quando os fãs assustam os ídolos5000 acessosCapas de álbuns: algumas curiosidades e histórias5000 acessosZakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para Ozzy1769 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o madman quase a estrangulou5000 acessosMetallica: os números explicam porque eles são a maior banda de metal da história3872 acessosTina S: um cover magistral de Master Of Puppets aos 16 anos

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online