Lothlöryen: Investindo em sonoridade mais moderna e atual

Resenha - Raving Souls Society - Lothlöryen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar Correções  

publicidade

8


Quarto álbum da banda mineira Lothlöryen, "Raving Souls Society" mostra o grupo investindo em uma sonoridade mais moderna e atual, distanciando-se um pouco do universo de J.R.R. Tolkien onipresente nos três trabalhos anteriores - "Thousand Ways to the Same Land" (2003), "... Of Bards and Madmen" (2005) e "Some Way Back No More" (2008). A mudança de curso lírica foi acompanhada na parte instrumental, com canções sem tantos floreios e mais calcadas em riffs, resultando em um álbum muito interessante.

Percebe-se uma certa influência de Rage em algumas composições - "Face Your Insanity" e "A Tale of Lunacy" são bons exemplos -, com bases bastante pesadas e melodias que fogem do comum. O timbre do novo vocalista Daniel Felipe é próximo da aspereza de Hansi Kürsch, do Blind Guardian, o que, em certos momentos, dá uma cara bem familiar ao som.

publicidade

Com um sólido trabalho de composição e uma produção competente, "Raving Souls Society" mostra a maturidade atingida pelo Lothlöryen. As passagens instrumentais são ricas, os arranjos são interessantes, a banda busca surpreender o ouvinte em cada movimento. Essa postura puxa o disco para cima, transformando-o em um dos melhores álbuns lançados por uma banda brasileira nos últimos anos.

publicidade

Com uma execução primorosa e músicas bastante acima da média, "Raving Souls Society" coloca a carreira do Lothlöryen em outro nível. Um lançamento internacional para o disco seria uma boa, uma vez que ele tem qualidade para conquistar headbangers de qualquer parte do mundo.

Ouça, e deixe o Lothlöryen conquistar você também.

Lançamento da Shinigami Records.

publicidade

Faixas:
First Raving Steps
Face Your Insanity
When Madness Calls
Hypnerotomachia
Temples of Sand
A Tale of Lunacy
To Live Forever
1314
Burning Jacques
Sun of Delirious
My Old Tavern




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal Nacional: as 10 melhores músicas de 2015Metal Nacional
As 10 melhores músicas de 2015

Orgulho Nacional: as capas mais bonitas por artistas brasileirosOrgulho Nacional
As capas mais bonitas por artistas brasileiros


Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin