In Flames: Cinco álbuns em pacote da Laser Company

Resenha - Especial Laser Company - In Flames

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A Laser Company (www.lasercompanymusicstore.com.br) ataca novamente com outro Laser Pack! Para quem não se lembra, são pacotes promocionais dedicados a artistas específicos. Desta vez, trata-se de uma das mais admiradas bandas suecas de Metal extremo, a In Flames. E o material conta com nada menos que cinco álbuns desse pessoal: “The Jester Race” (1996 - acompanhado do EP “Black-Ash Inheritance” – 1997), “Whoracle” (1997), “Colony” (1999), “Clayman” (2000) e “A sense of purpose” (2008), todos cheios de bônus! No aspecto geral, são muito bem gravados e com capas fascinantes! Muito bem, ao trabalho!
350 acessosIn Flames: Banda lança o seu próprio gim5000 acessosLed Zeppelin: a origem do anjo símbolo da banda

In Flames - The Jester Race/ Black-Ash Inheritance
Nuclear Blast/Laser Company – 1996 – Suécia

Nem é preciso falar sobre a beleza deste, que é o segundo ‘full length’ da banda. Afinal, é o mínimo esperado para um dos chamados pais do Melodic Death Metal. O quinteto “pega leve” e capricha nas canções, sempre acompanhadas da característica que talvez seja a que melhor defina seu estilo musical: riffs fantásticos dotados de melodia.

A cadência dita quase todo o CD, com uma enorme variação de ritmos, mas, em um ou outro trecho de faixa, como “Dead Eternity” ou “December Flower”, a porradaria desenfreada corre solta. Curiosamente, é dificílimo de distinguir a qualidade sonora do álbum e do EP. O ouvinte não percebe quando termina um e começa o outro (exceto na clássica “Behind Space”, do disco “Lunar Strain”, que aqui tem sua versão ao vivo) e isso impressiona. Como já se era de se esperar, a In Flames deu um show neste trabalho.


In Flames - Whoracle
Nuclear Blast/Laser Company – 1997 – Suécia

Trazendo uma sonoridade mais encorpada, mas sempre calcada no Melodic Death, a banda novamente acerta a mão e solta em 97 outro grande álbum. Para que mudar uma fórmula que funciona, não? Entretanto, “Whoracle” parece mais comedido na velocidade, mais “manso”, melódico e profundo. Nada que diminua sua grandeza. Tanto é que a faixa “Morphing Into Primal” é simplesmente primorosa, alternando as marcas registradas do grupo.

A capa é extraordinária, talvez a mais lembrada pelos fãs da banda. Não é para menos, a ilustração é uma verdadeira obra de arte, com cores e expressões que quase impregnam, em quem a vê, um sentimento de agonia. Como bônus, o disco traz a música “Clad in Shadows '99” e também o clipe de “Jotun”, além de Screensavers, Winamp skins, Windows theme e galeria de fotos! É, talvez, o mais clássico álbum dos suecos, não à toa: disco poderoso!


In Flames - Colony
Nuclear Blast/Laser Company – 1999 – Suécia

Opa, parece que neste trabalho, sim, eles modificaram sensivelmente as coisas. Aquele som mais arranjado deu lugar a composições mais diretonas e menos velozes. Caiu para um lado mais Heavy e menos variado.

A melodia que sempre os acompanhou permanece, mas em “Colony”, a sonoridade parece ter menos impacto do que nos outros supracitados discos. Foi uma amaciada que surpreendeu. Ruim não é, porque uma banda como a In Flames é puro talento. Agora, que essa mudança causa certo estranhamento, ah, isso é inegável. Em outras palavras: CD muito bom, mas, sob o nome do grupo, é meio diferente. Incrível como esse tipo de questão pega, né?

E vale lembrar que a versão da Laser Company vem acompanhada da bônus “Man Made God”, instrumental muito agradável, diga-se de passagem, e, assim como em “Whoracle”, conta com galeria de fotos, o clipe de “Ordinary Story”, papéis de parede, screensaver, Winamp skins, Windows theme e letras (que também estão no encarte).


In Flames - Clayman
Nuclear Blast/Laser Company – 2000 – Suécia

Aparentemente a banda dá certa continuidade a “Colony”, em versão mais pesada (boa!), mas aqui, talvez passos mais ousados tenham sido dados: uma mistura de partes mais pesadonas com outras quase acústicas, uma maior quantidade de cantos limpos, barulhinhos eletrônicos e por aí vai (teria o New Metal deixado algumas sequelas por aqui?). Enfim, o quinteto deu uma modernizada no som e acrescentou riffs mais quebrados (ouça “Pinball Map” ou “...as the Future Repeats Today”, por exemplo).

Bom, para constar: a faixa-título é magnífica, extremamente pesada e intensa, boa demais! E o solo em “Brush the Dust Away” é outra belezura. Aliás, a música toda também é de alto nível! É nesse bom clima que “Another Day in Quicksand” aparece para engrandecer mais a audição. Levada muito empolgante!

Em “Clayman”, pode-se dizer que a In Flames está com uma outra cara que, ao que parece, agradou bastante os fãs. Ah, logicamente que o disco inclui uma bônus (“World of Promises”) e mais screensavers.


In Flames – A sense of purpose
Nuclear Blast/Laser Company/Rock Brigade Records – 2008 – Suécia

De “Clayman”, saltamos para “A sense of purpose”, o último petardo do Laser Pack, que recebeu como bônus um DVD com o making of da gravação do álbum. Mas primeiramente vamos ao CD, correto?

E músicas velozes já estavam fazendo falta! “Disconnected” tapa esse buraco com sobras. Depois dessa martelada, “Swim” se sai ainda melhor. Quase escorre uma lágrima de emoção. The old In Flames! Para não passar em branco, vale citar a que encerra o disquinho – “March to the Shore” – com boas variações de ritmo.

No geral, o trabalho é dominado pelos bumbos do baterista Daniel Svensson. Aliados às guitarras matadoras de Björn Gelotte e Jesper Strömblad, as canções ganham um peso quase absurdo e uma encorpada de respeito. Pois sim, aquela melodia de outrora deu uma manerada e agora, o negócio é porrada. Só que, a essa altura do campeonato, tentar definir o estilo dos caras é algo complexo. Agora, extremo não deixaram de ser, não há motivos para preocupação.

Em contraponto, os vocais rasgados de Anders Fridén, por vezes acompanhados de outros limpos e melódicos, criam uma atmosfera mais suave à brutalidade do play. Uma interessante e paradoxal situação. Legal falar do encarte caprichado em toda a sua extensão. As ilustrações são um show.

Em suma: “A sense of purpose” é um “quase que praticamente retorno” à melhor fase, o que o torna um dos melhores trabalhos da discografia dos suecos.

Falando do DVD que acompanha o álbum: prepare-se para praticamente um diário sobre toda a produção do disco! Interessantíssimo, principalmente para quem curte conhecer a fundo como funcionam as etapas da gravação. Bastidores, ensaios, brincadeiras, sessões de estúdio, enfim, o cotidiano dos músicos (putz, como gostam de ficar pelados, poupem meus olhos!) e outras pessoas envolvidas é mostrado de forma quase minuciosa. Esse material é vasto, muito vasto!

Mas é isso aí, acompanhar todo esse Laser Pack é uma aventura muito proveitosa. Quem curte Metal em geral deveria ir atrás e para quem não vive sem In Flames, bom... no mínimo, já deve ter adquirido esse mega pacote há tempos, correto?

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

http://www.myspace.com/inflames

Tracklists

In Flames - The Jester Race/ Black-Ash Inheritance
1. Moonshield 04:58
2. The Jester's Dance 02:09 instrumental
3. Artifacts of the Black Rain 03:17
4. Graveland 02:46
5. Lord Hypnos 04:01
6. Dead Eternity 05:01
7. The Jester Race 04:51
8. December Flower 04:10
9. Wayfaerer 04:41 instrumental
10. Dead God in Me 04:15
11. Goliaths Disarm Their Davids 04:56
12. Gyroscope 03:26
13. Acoustic Medley 02:34 instrumental
14. Behind Space (live) 03:37

In Flames - Whoracle
1. Jotun 03:54
2. Food for the Gods 04:19
3. Gyroscope 03:26
4. Dialogue With the Stars 03:01 instrumental
5. The Hive 04:03
6. Jester Script Transfigured 05:45
7. Morphing Into Primal 03:05
8. Worlds Within the Margin 05:06
9. Episode 666 03:45
10. Everything Counts (Depeche Mode cover) 03:17
11. Whoracle 02:43 instrumental
12. Clad in Shadows '99 (02:23)

In Flames - Colony
1. Embody the Invisible 03:37
2. Ordinary Story 04:16
3. Scorn 03:38
4. Colony 04:39
5. Zombie Inc. 05:05
6. Pallar Anders Visa 01:41 instrumental
7. Coerced Coexistence 04:14
8. Resin 03:21
9. Behind Space '99 03:58
10. Insipid 2000 03:45
11. The New Word 03:18
12. Man Made God (bonus)

In Flames - Clayman
1. Bullet Ride 04:42
2. Pinball Map 04:08
3. Only For the Weak 04:55
4. ...As the Future Repeats Today 03:27
5. Square Nothing 03:57
6. Clayman 03:28
7. Satellites and Astronauts 05:00
8. Brush the Dust Away 03:17
9. Swim 03:14
10. Suburban Me 03:35
11. Another Day in Quicksand 04:06
12. World of Promises (Treat cover) (03:50) - bônus

In Flames – A sense of purpose
1. The Mirror's Truth 03:01
2. Disconnected 03:38
3. Sleepless Again 04:11
4. Alias 04:51
5. I'm the Highway 03:43
6. Delight and Angers 03:40
7. Move Through Me 03:07
8. The Chosen Pessimist 08:15
9. Sober and Irrelevant 03:24
10. Condemned 03:36
11. Drenched in Fear 03:31
12. March to the Shore 03:29

Limited Edition Digipak includes Making Of... DVD

Fonte: Som Extremo
http://somxtremo.blogspot.com
@som_extremo

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

350 acessosIn Flames: Banda lança o seu próprio gim135 acessosIn Flames: liberado clipe da faixa "Save Me"592 acessosIn Flames: "não estamos aqui para agradar"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "In Flames"

Metal SucksMetal Sucks
Os 522 melhores álbuns de metal do século 21

In FlamesIn Flames
"É muito fácil julgar um trabalho só pela capa!"

Metal HammerMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "In Flames"

Led ZeppelinLed Zeppelin
A origem do anjo símbolo da banda

Van HalenVan Halen
O constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

MetallicaMetallica
A reação de James a famosos usando camisetas da banda

5000 acessosGlen Benton e Euronymous: a verdade sobre o encontro5000 acessosPink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"5000 acessosOs roqueiros mais chatos das redes sociais5000 acessosUltimate Classic Rock: as filhas mais belas dos rockstars3872 acessosTina S: um cover magistral de Master Of Puppets aos 16 anos5000 acessosJim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online