Perverse: Entrosamento de dar inveja a muitos "maiores"

Resenha - Too Much is Never Enough - Perverse

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Vieira, Fonte: Van do Halen
Enviar Correções  

8


Não desanimar diante das adversidades é um grande desafio – talvez o maior para quem sua a camisa no underground, tentando promover seu som, movido somente pela paixão que se tem pelo rock. Depois de tantos anos tomando na cabeça como músico independente, joguei a toalha, mas admiro e incentivo quem segue na luta com honestidade. É o caso dos brothers da Perverse, que acabam de lançar seu CD de estréia, o ótimo Too Much is Never Enough.

publicidade

Acompanho o trabalho dos caras desde os primórdios. A banda já passou por maus bocados, trocou integrantes, chegou perto do fim. A recompensa demorou, mas chegou: o quinteto encontra-se em sua melhor fase, e o CD que ouço neste momento é a prova máxima dessa estabilidade. O entrosamento entre os cinco é de dar inveja a muita banda "maior" do cenário.

publicidade

Pela foto da contracapa (veja abaixo) já dá pra sacar que as influências são as melhores possíveis e convergem num hard rock de atitude, timbres gordos e letras ora ginasianas do tipo sou pegador, fodão, cuidado comigo etc ("Mean Machine", "The Heartbreaker" – assista o clipe aqui), ora mais adultas, como em "Everybody Lies" (vai dizer que não?) e "Anne" que, tudo indica, fala sobre "aquilo" que já levou pra vala muitos de nossos heróis e referências do rock.

publicidade


Mas o mais legal é algo que eu, como amigo e entusiasta, vejo e tenho certeza que vai ficar claro para todo mundo que conferir a obra. Nos integrantes da Perverse não há aquela ânsia pelos holofotes – cada um faz o seu melhor e ponto final. Se continuarem assim, a banda pode até acabar, mas não será por conta de disputa de egos. Só que eu duvido que acabe, ainda mais depois de ouvir Too Much is Never Enough. Que o título do álbum seja o lema do quinteto e os motive a cada vez mais buscar as coisas do alto.

publicidade

Piau – vocal
Silver – guitarra
Mestre – guitarra
Murilo 240 – baixo
Demir Luzzi – bateria

01. Everybody Lies
02. Too Much Is Never Enough
03. Mean Machine
04. Anne
05. Dare You To Know Me
06. The Heartbreaker
07. Perverse

Site oficial: www.perverserock.com

Download do CD:
4shared.com/zip/p2W4QFaR/Perverse_-_2011_-_Too_Much_Is_.html

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas

Separados no nascimento: Phil Lynott e TiriricaSeparados no nascimento
Phil Lynott e Tiririca


Sobre Marcelo Vieira

Marcelo Vieira é jornalista, DJ e ex-guitarrista das bandas Mafia, Os Neuza e Burning Stars. Fundou em 2007 o blog Combe do Iommi e tem textos e matérias publicados nos sites Collector's Room e Van do Halen. Trabalha também como assessor de imprensa na empresa SPS Comunicação e é repórter da Federação de Automobilismo do Estado do Rio de Janeiro (FAERJ). Escreve resenhas de CDs, DVDs e livros e cobre shows para o site ROCK ZONE desde setembro de 2011. Contato: [email protected] / Twitter: @mvmeanstreet .

Mais matérias de Marcelo Vieira no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin