Lamb Of God: Brutalidade em novo álbum chega a impressionar

Resenha - Resolution - Lamb of God

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

9


O LAMB OF GOD sempre foi uma banda muito controversa, e que evoluiu muito sua sonoridade ao longo do tempo, sempre atraindo uma legião de fãs em todos os cantos do planeta, embora o sucesso comercial tenha vindo apenas em sua terra natal, os EUA. E mais uma vez, seguindo a linha de seus últimos trabalhos, a banda investe num som mais pesado, orgânico e cheio de groove, podendo ser chamada de thrash metal moderno, mesmo trazendo diversas outras influências.

publicidade

E essas influências mencionadas, que vão do death metal ao metal industrial, sempre repleto de peso e groove, e deixando cada vez mais de lado as características de metalcore de seus primórdios, é que fazem desse novo trabalho um dos melhores momentos da carreira dos americanos, cheio de canções vibrantes e energéticas, e cada vez mais pesadas e agressivas.

publicidade

Inclusive, a brutalidade exalada em cada composição do disco chega a impressionar, principalmente nas guitarras e nos vocais do líder Randy Blythe, que evolui consideravelmente a cada lançamento do LAMB OF GOD.

Passando por momentos mais cadenciados, como na industrial "Straight from the Sun" e em "To the End" (fortemente influenciada por PANTERA) e outros com grande velocidade e agressividade, como nas matadoras "Desolation" (com riffs e solos de guitarra impressionantes, sendo a melhor do trabalho), "Ghost Walking" e "The number Six", "Resolution" se mostra um trabalho bastante homogêneo e maduro, sendo possível perceber que a banda encontrou seu estilo próprio de compor sem se prender aos rótulos do passado.

publicidade

Além das faixas já citadas, destaca-se também a que encerra o trabalho, "King Me", que conta com a participação de uma orquestra completa, além da cantora lírica Amanda Munton, aliando peso e melodia com grande competência, em uma canção épica e progressiva, demonstrando toda essa maturidade atingida pela banda.

A qualidade de gravação do trabalho também é primorosa, tendo ficado novamente a cargo de Josh Wilbur (que trabalhou no disco antecessor da banda, "Wrath"), que gravou o trabalho em diversos estúdios em Virgínia e Nova York, nos EUA.

publicidade

Portanto, estamos diante de mais um grande registro desses americanos que cada vez mais consolidam seu nome entre as grandes bandas de metal contemporâneo, lançando um de seus melhores e mais ousados registros, que tem tudo para figurar entre os grandes discos de 2012. Não perca.

Resolution – Lamb of God
(2012 - Roadrunner– Importado)

01. Straight from the Sun
02. Desolation
03. Ghost Walking
04. Guilty
05. The Undertow
06. The Number Six
07. Barbarosa
08. Invictus
09. Cheated
10. Insurrection
11. Terminally Unique
12. To the End
13. Visitation
14. King Me

publicidade


Outras resenhas de Resolution - Lamb of God

Lamb Of God: Abandonando de vez o Metalcore

Lamb Of God: Definitivamente consolidada na cena Metal

Lamb of God: Para começar o ano de 2012 "batendo cabeça"

Lamb of God: Extremamente pesado e consistente


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin