Rise In Hatred: Obra para admiradores do Metal Extremo

Resenha - Castle of Misanthropy - Rise In Hatred

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


O cenário underground é uma maravilha. São milhares de bandas trabalhando incessantemente e, mesmo que de uma forma pequena, produzindo material que acaba circulando e gerando algum impacto nos vários cantos do mundo. O RISE IN HATRED é um desses casos.

Jack Bruce: "Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!"Bon Jovi: as fotos do vocalista com mulheres nuas em 1985

Trata-se de uma banda curitibana formada em 2010 e que, no mesmo ano, gravam a demo intitulada Castle of Misanthropy. A obra foi lançada de forma independente no Brasil e, na Ucrânia, pelo selo Depressive Illusions Records, com previsão de ser disponibilizado na Holanda e Rússia. Prova viva da força que o cenário tem.

A banda aposta em um Black Metal, mas se você pensou em algo como IMMORTAL ou DARK THRONE, referências clássicas e geniais do estilo, se enganou redondamente. O som do RISE IN HATRED não é tão extremo quanto as bandas mencionadas e em alguns poucos trechos nos remete ao Doom Metal praticado pelo KATATONIA dos primeiros dias. Trabalho homogêneo, Castle of Misanthropy possui seis músicas em pouco mais de 25 minutos de duração, onde o peso tem mais destaque do que a velocidade.

Em meio a vocais rasgados, baixo marcante, riffs simples e bateria correta, os destaques vão para as músicas "Blinded by the Cross", com um riff inicial bem lentão e "Odissey of a Diseased Mind", com pouco mais de sete minutos de duração, composta por vários solos, incluindo um com bastante melodia.

Uma obra simples, mas extremamente interessante e merecedora de uma apreciação atenta pelos admiradores do Metal Extremo, em especial dos fãs de Black Metal.

Banda: Rise In Hatred
País de Origem: Brasil
Título do álbum: Castle of Misanthropy
Ano: 2010
Estilo: Black Metal
Gravadora: Depressive Illusions Records

Line-up

Atra Veneficus - Vocal/Baixo/Guitarra
Uphirox - Bateria

Faixas

1. Opening
2. Path of the Dark Wisdom
3. Blinded by the Cross
4. Castle of Misanthropy
5. Odissey of a Diseased Mind
6. Sorcerer of the Black Mountain

http://www.myspace.com/riseinhatred




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rise In Hatred"


Jack Bruce: Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!Jack Bruce
"Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!"

Bon Jovi: as fotos do vocalista com mulheres nuas em 1985Bon Jovi
As fotos do vocalista com mulheres nuas em 1985

Halford: o que há escondido sob a roupa de couro?Halford
O que há escondido sob a roupa de couro?

Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Rock In Rio
Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985

Demonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaramDemonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram

Cradle Of Filth: críticas a St. Anger e Death Magnetic, do MetallicaCradle Of Filth
Críticas a St. Anger e Death Magnetic, do Metallica

Mais true que o original: Gangnam Style em versão MetalMais true que o original
Gangnam Style em versão Metal


Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.

adClioIL