Resenha - As I Shine - Dominanz

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em 2006, Roy Nordaas (ex-Taake e Ofryskje) fundou um projeto chamado Cult of Deception e, a partir daí, acabou juntando suas forças com o baterista Frode Gaustad (ex-Thy Grief).

Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os temposDave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre ele

A eles juntou-se um ex-membro das bandas Hades Almight, Old Funeral e Immortal: o guitarrista Jørn Tunsberg. E foi assim que finalmente surgiu a banda DOMINANZ.


E é somente em 2011 que lançam seu primeiro registro em CD. O álbum "As I Shine". A julgar pelos grupos em que já tocaram, o público já logo imagina que o DOMINANZ é mais uma das muitas, e porque não dizer excelentes, bandas de Black Metal norueguês. Profundo engano. Esse trio pratica um som diferenciado. Encontramos aqui elementos do Heavy, Black e Gothic Metal e também alguns toques de Industrial.


E sinceramente falando, essa estreia não poderia ser melhor. "As I Shine" é um álbum com riffs maravilhosos, vocais que se intercalam entre o gutural e o melancólico, baixo bem marcante e uma bateria forte e precisa. E além disso, há a presença super bem dosada dos vocais femininos de Renathe Håpoldøy em algumas músicas como "Infinity" e "Last Day of your Life".


E essa mistura toda de elementos resulta num trabalho pesado, soturno e envolvente. E os maiores destaques vão para as seguintes faixas: "Eternal Sin"; "Abusos", com apenas 01:06, mas que é toda climática e parece uma invocação; a pesada "Man on Top"; "The End of All There is", que já havia sido lançada em um single e que foi também responsável por um clipe muito bem produzido. Enfim, um trabalho coeso, forte, moderno e, acima de tudo, maduro.

País de Origem: Noruega
Título do álbum: As I Shine
Ano: 2011
Estilo: Industrial / Black Metal
Gravadora: Industrial Silence Production

Line-up:

Roy Nordaas - Vocal, Baixo, Sintetizador, Guitarra
Jørn Tunsberg - Guitarra
Frode Gaustad - Bateria

Faixas:

1. Infinity
2. Agony and Domination
3. As I Shine
4. Eternal Sin
5. Abusos
6. The Philanthropic
7. Last Day of your Life
8. Man on Top
9. From Skin to Heart
10. The End of All There is

Sites:

http://www.dominanz.no/
http://www.myspace.com/dominanzofficial


Outras resenhas de As I Shine - Dominanz

Dominanz: Um debut que prima pela consistência



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dominanz"


Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os temposBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Dave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre eleDave Mustaine
10 coisas que você não sabia sobre ele

Andre Matos declara: O Angra tinha que acabar!Andre Matos declara
"O Angra tinha que acabar!"

Max Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merdaGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?Cannibal Corpse: fã com culhões de aço no moshpitSlash: O amor do guitarrista pelo riff de "Sweet Child O' Mine"

Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.