RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Anal Cunt: Que o inferno não repudie Seth Putnam

Resenha - Morbid Florist - Anal Cunt

Por Christiano K.O.D.A.
Fonte: Som Extremo
Postado em 21 de junho de 2011

Nota: 7

Aqui, minha pequena homenagem à banda, cujo vocalista Seth Putnam faleceu no último dia 11, de ataque cardíaco, aos 43 anos. Bom, o cara não era nenhum santo, mas deixou órfã uma das grandes bandas grind/noise do planeta, a inigualável e polêmica Anal Cunt, mais odiada do que amada no cenário underground.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A obra aqui é a impagável "Morbid Florist", um dos primeiros dos inúmeros registros deixados pela banda. E sim, isso aqui é o mais puro noisecore/grind que existe, um estilo dificilmente digerido até por fãs de música extrema. Apenas uma curiosidade pessoal: foi meu primeiro contato com o noise. Comecei bem, não?

E nesse bizarro espetáculo, o que vale é fazer o maior barulho possível. Bateria podremente rápida, dominada pelos pratos, guitarra cheia de distorções e microfonias e um vocal que impressionantemente berra como um desgraçado. Aposto que após a gravação, o cara teve uma séria dor de garganta. Ah, nesse CD, não há baixo.

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

Tente imaginar os ruídos que esses "humanos" fazem... não, é mais do que isso. Em alguns momentos, você até reconhece alguma melodia no meio da barulheira. E sabem do que mais? É DIVERTIDÍSSIMO! Sim, o Anal Cunt faz um som legal!

Destaque absoluto para o cover de "Unbelievable", do E.M.F., absurda e engraçadíssima! Mas o desespero toma conta de Seth Putnam por todo o curtíssimo CD, que dura cerca de 17 minutos, divididos em 14 músicas. Ouçam sua brilhante melodia de seus gritos indecifráveis em "Guy Lombardo". Incrível.

Não há mais o que dizer. Apenas rir e se lembrar dos momentos mais hilários da música extrema. É isso. Foi-se embora um dos vocalistas mais controversos que o rock já conheceu. Tomara que o inferno, para onde certamente Putnam foi, não o repudie.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

TRACKLIST
1. Some Songs 01:06
2. Song #5 04:32
3. Chump Change 00:38
4. Slow Song (from Split 7") 01:20
5. Unbelievable 00:46
6. Siege 00:28
7. Grateful Dead 01:27
8. I Don't Wanna Dance 00:25
9. Even More Songs 00:32
10. Radio Hit 01:11
11. Some More Songs 00:59
12. Morrissey 00:22
13. Song #6 02:36
14. Guy Lombardo 00:38

Total playing time 17:00

Anal Cunt – Morbid Florist
Relapse Records – 1993 – Estados Unidos

http://www.myspace.com/axcx
http://www.myspace.com/analcuntband

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Blender: as letras mais repulsivas do Heavy Metal

Bee Gees: uma versão "porrada" de Stayin Alive

Blend Guitar: em vídeo, as dez bandas mais bizarras de todos os tempos


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.
Mais matérias de Christiano K.O.D.A..