Rage: quando o destaque são os bônus, algo está errado

Resenha - Strings to a Web - Rage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

6


O Rage soa diferente em "Strings to a Web". Não há no disco o heavy metal contagiante que consagrou a banda. No lugar da tradicional sonoridade elaborada emerge uma música mais direta, com uma presença muito grande de elementos provenientes do hard rock.

Peavy Wagner, vocalista, baixista, líder e membro fundador do trio, está totalmente ofuscado em "Strings to a Web". Compositor de enorme talento e dono de uma capacidade quase sobrenatural para criar melodias vocais primorosas e grudentas, Peavy virou um coadjuvante em sua própria banda. O excelente guitarrista russo Victor Smolski é quem dá as cartas, no ápice de um processo desenvolvido disco após disco ao longo dos anos. Desde que entrou para a banda, em 1999, Smolski vinha dividindo o direcionamento musical do grupo com Peavy, mas agora é ele quem assume o comando de tudo. O resultado dessa mudança de comando gerou uma perda considerável na personalidade do Rage, um dos melhores e mais interessantes nomes do metal contemporâneo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As quatro primeiras faixas de "Strings to a Web", por exemplo, possuem excelentes frases de guitarra e os sempre ótimos solos de Smolski, além de levadas de bateria muito bem desenvoldidas por André Hilgers. Mas, em contraste, as linhas vocais de Peavy são pouco inspiradas, fazendo com que as composições soem totalmente esquecíveis.

A banda tenta voltar à sua sonoridade característica na suíte "Empty Hollow", mas o resultado é irregular, com o grupo acertando a mão em alguns momentos e escorregando em outros. E essa alternância entre erros e acertos se mantém em todo o disco, o que torna a audição de "Strings to a Web" cansativa e frustrante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Individualmente o destaque é Victor Smolski, que mesmo em um disco abaixo da média consegue descarregar o seu arsenal de riffs e solos, impressionando sempre com a sua técnica apuradíssima. Peavy soa burocrático e cansado no álbum, como se o tivesse gravado sem muita vontade e interesse. Já o baterista André Hilgers, apesar de pouco falado, é um instrumentista muito criativo e técnico, e que merece ser observado com atenção por quem curte o instrumento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Strings to a Web" é claramente um álbum menor na discografia do Rage. No entanto, o que torna o disco mais atraente é a inclusão, na edição nacional, de um DVD bônus com a apresentação da banda no Wacken 2009, com as participações especiais de Hansi Kursch (Blind Guardian), a bela Jen Majura (Black Thunder Ladies) e Schmier (Destruction) dividindo os vocais com Peavy em excelentes versões para alguns dos grandes sucessos do grupo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando o principal destaque de um álbum de faixas inéditas é um DVD bônus com músicas antigas, algo está errado, não é mesmo?

Faixas:

CD 1: "Strings to a Web"
1 The Edge of Darkness 4:30
2 Hunter and Prey 4:31
3 Into the Light 4:22
4 The Beggar's Last Dime 5:40
5 A: Empty Hollow 6:20
6 B: Strings to a Web 3:54
7 C: Fatal Grace 1:21
8 D: Connected 2:54
9 E: Empty Hollow (Reprise) 1:48
10 Saviour of the Dead 5:44
11 Hellgirl 4:11
12 Purified 3:46
13 Through Ages 2:06
14 Tomorrow Never Comes 3:41

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

CD 2: "Official Festival Bootleg - Bonus DVD"
1 Carved in Stone 5:41
2 Higher Than the Sky 4:12
3 Set This World on Fire 5:22
4 All I Want 5:24
5 Invisible Horizons 5:44
6 Lord of the Flies 4:00
7 From the Cradle to the Grave 5:39
8 Prayers of Steel 3:05
9 Suicide 2:55
10 Down 6:08
11 Soundchaser 5:52
12 Set This World on Fire 5:19
13 All I Want 5:13
14 Carved in Stone 4:08
15 Never Give Up 4:25

publicidade


Outras resenhas de Strings to a Web - Rage

Rage: mantendo o seu elevado padrão de qualidade

Rage: épico, vigoroso e com boas doses de progressivo




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Anos 90: 10 shows pouco comentadosAnos 90
10 shows pouco comentados

Terrana: Nunca um computador limpará minha bunda!Terrana
"Nunca um computador limpará minha bunda!"


Slipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantadoSlipknot
Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado

Top 500: as melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling StoneTop 500
As melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling Stone


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

CliIL Cli336 Cli336 Cli336 Cli336 WhiFin