Crimfall: "Symphonic Blackened Folk Power Viking Metal"

Resenha - Writ Of Sword - Crimfall

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renato Spacek, Fonte: ocaralhoa4.blogspot.com
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Symphonic Blackened Folk Power Viking Metal, esse sim seria o rótulo certo para o Crimfall, que passa por diversas subdivisões do Metal. Na primeira música podemos ver uma agressividade extra na guitarra, tanto na melodia do riff quanto, principalmente, no timbre, que além de sujo e pesado, parece estar expressando a raiva do guitarrista, remete bem a timbres típicos do Groove Metal, que logo contrasta com orquestras e, com a entrada de um poderoso e agressivo gutural, podemos ver um som extremamente bem feito e harmonioso, calcado num peso extremo.

Guitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rockFull Rock: 10 músicas desgraçadas por bandas de forró

Vocais femininos (um dos melhores vocais femininos que eu já escutei, diga-se de passagem) dão um toque totalmente singular e especial à banda, contrastanto com o peso e guturais agressivos. Em certas partes temos bases orquestradas magníficas guiadas pela melodia principal do violino, seguido de partes acústicas que lembram música celta e gritos bárbaros em coro.

Cáhceravga, uma pequena faixa acústica com vocais femininos, é seguida de músicas com mais ênfase no peso e na agressividade, um pouco mais puxadas para o Black Metal, mas sem deixar as atmosferas Folk e Viking e as orquestras de lado. Ainda mais épicas que as faixas anteriores, "Shackles Of The Moirai" e as seguintes são repletas de várias coisas, principalmente temáticas bastante épicas e mais peso do que as primeiras faixas do disco.

1. Dicembré - 01:43
2. Storm Before The Calm - 05:56
3. Frost Upon Their Graves - 05:31
4. Cáhceravga - 01:11
5. Shackles Of The Moirai - 05:01
6. The Writ Of Sword - 06:53
7. Geadgái - 04:35
8. Silver And Bones - 08:21
9. Son Of North - 05:49

Jakke Viitala - Guitar, Orchestration, Programming
Mikko Häkkinen - Vocals
Helena Haaparanta - Vocals
Miska Sipiläinen - Bass
Janne Jukarainen - Drums

Session members:
Olli Vänskä - Violin

Guest members:
Tapio Wilska - Vocals
Ville Seponpoika Sorvali - Vocals
Mathias "Vreth" Lillmåns - Vocals
Mathias Nygård - Vocals




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Crimfall"


Guitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rockGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock

Full Rock: 10 músicas desgraçadas por bandas de forróFull Rock
10 músicas desgraçadas por bandas de forró

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983

Iron Maiden: Nicko McBrain fala sobre conversão ao cristianismoMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuaisVan do Halen: Melhores discos de 2017Led Zeppelin e Greta Van Fleet: finalmente fizeram um mashup, que ficou muito bom

Sobre Renato Spacek

Brasiliense e amante do Metal, reside no exterior e tem preferência pelos subgêneros Folk, Power e Groove, mas não se limita a isso, pois também aprecia outros estilos tais como Thrash Metal, Hard Rock, Glam Metal, Death Metal e Black Metal, mas é bem seletivo com os dois últimos. É baixista e conheceu o Rock através do KISS, em 1999, entretanto sua banda preferida é o Dream Theater. Fã de Tolkien, adora os Estados Unidos e a Suécia.

Mais matérias de Renato Spacek no Whiplash.Net.