Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagem"Babá de Artista" do Rock in Rio diz que Iron Maiden não dá trabalho e são "gentleman"

imagemMetallica e as duas músicas do "Black Album" que retratam traumas de James Hetfield

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemTom Morello explica por que o RATM se reúne, mas não lança novas músicas

imagemDinho lembra quando entrevistou Robert Plant sem poder falar sobre Led Zeppelin

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii com citação de canção soviética sobre defender a pátria

imagemPrika: "Já esperava saída da Fernanda, mas só em longo prazo e não naquele momento"

imagemRobert Fripp e a frase que Jimi Hendrix lhe disse que aqueceu seu coração

imagemRoger Waters defende Rússia e China e ataca EUA em entrevista

imagemDiscos do Sepultura serviram de inspiração para novo álbum do Soulfly? Max responde

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel


Stamp

Hibria: Uma verdadeira aula de metal com o "Blind Ride"!

Resenha - Blind Ride - Hibria

Por Rodrigo de Jesus
Fonte: ProMetal
Em 05/04/11

Nota: 9

O Brasil é um celeiro inacabável de talentos e é uma pena que muitos fãs de metal ainda achem que a grama do vizinho é mais verde do que a nossa! Depois de Sepultura, Angra, Viper, Shaaman, Torture Squad, Thuata De Danan e outras tantas bandas, há uma geração de novas bandas que começaram suas atividades no fim dos anos 90/início de 2000 que têm muita qualidade e profissionalismo. Recentemente, resenhamos a paulada sonora do WOSLON, uma puta banda de thrash nacional. Agora é a vez dos gaúchos do HIBRIA, que dão uma verdadeira aula de Metal em seu terceiro álbum, "Blind Ride"!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A formação que conta com Iuri Sanson nos vocais, a dupla Abel Camargo e Deigo Kasper nas guitarras, Benhur Lima no baixo e Eduardo Baldo na bateria, despeja muita garra, energia e um desfile de boas composições na orelha do ouvinte!

Lançado em janeiro de 2011 no Japão e previsto para março no Brasil, o álbum é baseado na obra "Ensaio Sobre a Cegueira" de José Saramago, e é uma síntese de tudo o que é bom no metal: vocais agressivos e melódicos, solos e riffs matadores, uma bateria tocada por um polvo e um baixista que parece um animal selvagem! Abrindo com uma introdução instrumental que emenda com "No Conforming Minds", fica claro que iremos ouvir uma boa surra sonora: com riffs bem rockers, a cozinha trabalhando loucamente e a marca registrada de Iuri é impossível não bangear! "Welcome To The Horror Show" é outra faixa matadora, com uma pegada forte e um refrão colante, faz você se lembrar porque curte metal! "Shoot Me Down" é uma música que, confesso, há muitos anos venho esperando ouvir: rápida, pesada, grudenta, tem de tudo um pouco e um refrão que estou cantando há uns 20 dias mais ou menos, de longe o mais grudento do álbum.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Depois de 3 porradas na cara, vem uma faixa mais grove: "Blinded By Faith" é uma ótima música, cativante, envolvente e deixa você retomar um pouco do fôlego... por dois minutos e meio apenas, quando a pancadaria volta a comer solta! Mas depois o grove volta para fechar a música. "Shelter's On Fire" já começa na base da ignorância, mostrando muita presença do baixo e um vocal de alto calibre. A bateria é um verdadeiro moedor de cana e as guitarras cortantes como uma navalha! "Beyond Regrets Of The Past" traz uma influência mais hard rock no refrão, deixando um pouco o power de lado, influência essa que se percebe na faixa seguinte, "I Feel No Bliss", uma faixa bem melódica e mais lenta, carregada de feeling.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ok, momentos de leveza à parte, vamos voltar a pancadaria: "Sight Of Blindness" começa com um arranjo quase de death metal, muito pesado e agressivo, mostrando toda a habilidade de Eduardo nas baquetas e o entrosamento de toda a banda. A música é bem forte, mas não carrega toda a energia do início ao fim, alternando entre momentos mais progressivos e melódicos, a tornando muito variada e interessante ao ouvinte mais técnico. "Tought Is The Way" é outra música bem pesada com um ótimo grove, que dá pra bangear bastante, com um arranjo muito bem feito! "Rotten Souls" é uma peça de power metal de primeira, com tanta energia quanto a primeira faixa, provando a competência de toda a banda e a vontade que eles tem de arrebentar tudo mesmo. Pra fechar, temos a curta "I'm Gonna Live Til I Die", outro som cheio de energia dos gaúchos!

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

No geral, o álbum é recheado de ótimas composições, muito bem arranjado e muito bem produzido, saindo da mesmice e é garantido que os fãs do estilo vão gostar, pois é algo novo, diferente, com várias influências oitentistas mas com uma personalidade muito da própria! O Hibria não é uma banda nova mas desde cedo apresentou material de primeira: possui duas demos, "Metal Heart" de 1997 e "Against The Faceless" de 1999, e a qualidade já era tão reconhecida que foram para a Europa e fizeram um total de 29 apresentações entre Bélgica, Holanda, Polônia, Alemanha e outros países. Logo em seguida gravaram a demo "Steel Lord On Wheels", lançado em 2001 só em Porto Alegre e em 2005 lançaram o CD "Defying The Rules", lançado no Brasil, EUA, Canadá, Japão, Koreia do Sul, Indonésia, entre outros.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 2009 lançaram "The Skull Collectors", álbum conceitual que contou com mixagem e masterização na Alemanha, e agora em 2011 nos presenteiam com essa peça magnífica que é "Blind Ride". A história do Hibria nos mostra a puta força e qualidade que temos de baixo do nosso nariz e não valorizamos e não damos o devido apoio! Alguém aí dúvida que falta algo para colocá-los no mesmo status de um Angra? Pois bem, seguem alguns números de "Blind Ride":

O terceiro álbum de estúdio da banda brasileira Hibria, intitulado "Blind Ride", é destaque em um dos maiores sites de vendas de artigos musicais do Japão, o HMV Online. O Hibria angariou a primeira posição por duas semanas e hoje encontra-se no "top 5" nas categorias Pop & Rock e Hard Rock/Heavy Metal, aumentando a expectativa da turnê japonesa marcada para o próximo mês de maio. (Fonte: Full Rock, em 17/02/2011)

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Por fim, vale muito curtir o trabalho dos caras, e sortudos os que poderão ver eles e o madman Ozzy no mesmo palco nos shows no Credicard Hall no Rio de Janeiro em 07/04/2011 e no Mineirinho, MG em 09/04/2011! Hibria: banda muito foda, e nacional!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O Angra nunca teve interesse em ajudar outras bandas, diz guitarrista do Hibria

O Angra nunca teve interesse em ajudar outras bandas, diz guitarrista do Hibria

Vocalistas: alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal

Abel Camargo, do Hibria, comenta "postura repugnante" com bandas em festivais

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?