Ratt: ainda com fome do bom e velho Hard Rock dos anos 80

Resenha - Infestation - Ratt

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar Correções  

9


Quando uma conhecida banda de Rock anuncia a retomada das atividades e o lançamento de um novo álbum após muitos anos, sempre é gerada uma grande expectativa e curiosidade por parte do público e todos se perguntam: como será este novo disco da banda?

Com o RATT garanto que não foi diferente. O grupo fez muito sucesso nos áureos anos 80, destacando-se no estilo que então imperava (Hard Rock/Glam Rock), vindo a cair no esquecimento na década de 90, apesar de ter lançado álbuns ("Collage" e "RATT").

publicidade

Para este que vos escreve, sem dúvida a curiosidade de ouvir o novo trabalho do RATT, depois de 11 anos, era imensa. E como é bom poder chegar aqui e dizer: valeu a espera. Em "Infestation", o RATT mostra que tem lenha (e muita) para queimar e ainda tem "fome" do bom e velho Hard Rock dos anos 80.

Certamente, muitos dirão que o som produzido pela banda em "Infestation" soa datado e nos remete imediatamente aos primeiros trabalhos do grupo. Mas é isso mesmo. Os fãs do RATT queriam a banda no melhor estilo que a tornou uma referência no Hard Rock oitentista.

publicidade

Em canções como "Eat Me Up Alive", "Best Of Me", "Last Call" e "Lost Weekend", tem-se a sonoridade característica do RATT, com ótimo trabalho de guitarras e o vocalista Stephen Pearcy em grande forma. Mas para não ser injusto, além das músicas citadas, praticamente todas valem a pena, como a um pouco mais pesada "Take A Big Time" e a acelerada "Don´t Let Go". Somente a balada "Take Me Home" é que parece destoar das demais.

publicidade

Em suma, é o RATT renascido. "Infestation" é diversão garantida e forte candidato a figurar em listas "Top 10" de melhores álbuns de Hard Rock de 2010.

Importado – Roadrunner/Loud&Proud

Banda:
Stephen Pearcy - vocal
Robbie Crane - baixo
Bobby Blotzer - bateria
Carlos Cavazo - guitarra
Warren DeMartini - guitarra

Track List:
1 - Eat Me Up Alive
2 - Best Of Me
3 - A Little Too Much
4 - Look Out Below
5 - Last Call
6 - Lost Weekend
7 - As Good As It Gets
8 - Garden Of Eden
9 - Take A Big Bite
10 - Take Me Home
11 - Don't Let Go

publicidade


Outras resenhas de Infestation - Ratt

Ratt: um bom retorno dos veteranos do hard norte-americana




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Anos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãsAnos 90
Bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs

Guitar World: os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80Guitar World
Os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin