[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

Mary Fahl: o maior clássico do Pink Floyd recriado

Resenha - From The Dark Side Of The Moon - Mary Fahl

Por Nelson Junior
Fonte: Meu Negócio é Rock'n Roll
Postado em 24 de agosto de 2009

Nota: 9

Fazer um álbum de covers é uma das formas que um artista encontra pra homenagear suas influências ou prestar tributo a grandes canções. A americana MARY FAHL conseguiu fazer mais que uma homenagem; ela recriou o maior clássico do PINK FLOYD, "The Dark Side of the Moon", de forma a despertar perplexidade semelhante a que se tem ao ouvir a versão original do disco. Tarefa que certamente não foi fácil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

MARY FAHL, ex-vocalista do OCTOBER PROJECT, é uma cantora versátil, seu estilo é uma mistura de pop, jazz e new age, e é exatamente essa mistura que está na essência desse tributo. Após ter gravado dois trabalhos solo sem muita expressão, MARY percebeu que precisava de um repertório mais consistente para gravar um novo trabalho, optando então por fazer um álbum de covers. O produtor David Warner sugeriu que a cantora regravasse uma obra clássica completa, ao invés de um compilação de sucessos distintos, e assim surgiu "From the Dark Side of the Moon".

As surpresas já iniciam em "Speak to Me", o arranjo coloca a voz da cantora em um ambiente tribal, fazendo com que a introdução lembre a sonoridade de um ritual. Em "Breathe" nota-se os primeiros traços jazzísticos que estarão presentes em grande parte do álbum, e é também onde se percebe o grande talento da cantora, que possui um timbre belíssimo, intimidante.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Grande parte de "The Dark Side of the Moon" é instrumental; MARY brincou com esse fator, misturando jogos vocais a instrumentação dos trechos que não são cantados, como em "On the Run" que ganhou uma roupagem pop fantástica. Dando sequência, "Time" (que teve o som dos despertadores substituídos por uma sirene de incêndio unida a um barulho semelhante ao alarme de um carro) inicia de forma suave, em oposição a enigmática versão original, mostrando que a proposta de MARY é revestir as músicas com uma certa "classe". Em "Time" a cantora adiciona uma certa melancolia a letra.

Em "The Great Gig in the Sky", a interpretação não chega a agradar, apesar de sua competência MARY não impressiona tanto quanto CLARE TORRY no seu improviso vocal. "Money" é a canção mais pop do álbum, com levadas agradáveis de guitarra, gaita de boca e baixo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

"Us and Them" ficou basicamente bonita, já "Any Colour You Like" recebeu pitadas de canto gregoriano que modernizaram o teor tranquilizante da versão original. "Brain Damage" é interpretada como se fosse um apelo, conseguindo ser uma das músicas mais emocionantes do trabalho, ao lado da última faixa "Eclipse".

O projeto "From the Dark Side of the Moon" foi gravado em 2007 mas nunca foi oficialmente lançado, por motivos desconhecidos. Detalhes sobre a produção são difíceis de ser encontrados. Uma pena, pois é um álbum muito interessante que permite uma nova análise de uma velha e excelente obra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Escrito com informações de: cavernadosom.blogspot.com.

Faixas:
Speak to Me/Breathe
On the Run
Time
The Great Gig in the Sky
Money
Us and Them
Any Colour You Like
Brain Damage
Eclipse

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Nebro - Vesperaseth

Sepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Deep Purple: Who Do We Think We Are é um álbum injustiçado?

Deep Purple: Stormbringer é um álbum injustiçado?

Megadeth: recuperando a fúria que faltava


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS