RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana que traz crítica contra "Escolinha do Professor Raimundo"

imagemJão, do Ratos de Porão, chama Digão para resolver as diferenças em um ringue

imagemA banda que desbancava Roberto Carlos na época da Jovem Guarda, segundo Miguel Plopschi

imagemA banda que Mustaine achou que pudesse ser a nova encarnação dos Beatles (e não foi)

imagemNarrador Luiz Carlos Jr. manda ver em cover de "Holy Diver"; assista vídeo

imagemSete canções de Rock que citam a Rainha Elizabeth II na letra

imagemA opinião curta e grossa de Tony Iommi sobre documentário de Ronnie James Dio

imagemA música de Elton John que Dave Mustaine adoraria gravar um cover

imagemPrince "não sabia lidar com as pessoas", segundo seu antigo empresário

imagemAnthrax: Scott Ian revela qual música ele apagaria da história da banda

imagemScott Ian revela qual sua banda preferida da nova geração

imagemSalgadinho, ex-Katinguelê, diz que não tem como ouvir Legião Urbana e ser conformado

imagemBruce Dickinson relembra dificuldades vocais antes de entrar para o Iron Maiden

imagemTony Iommi revela característica que "realmente curtia" em seu amigo Dio

imagemJoão Gordo e Casagrande conversam sobre soluções inteligentes para a Cracolândia


Stamp

Bulletmonks: familiar e desafiadora ao mesmo tempo

Resenha - Weapons of Mass Destruction - Bulletmonks

Por Fábio Cavalcanti
Em 28/06/09

Nota: 9

Antes de tudo, quem costuma ler minhas resenhas deve ter notado o excesso de matérias sobre bandas antigas, especialmente aquelas que continuam lançando obras relevantes até hoje, ou que "voltaram dos mortos" com ótimos trabalhos. E não podemos negar que tais bandas vêm ocupando mais espaço nos "tops" anuais de muita gente mais antenada em novidades de bandas de (quase) todos os estilos e épocas. Mas, vez ou outra, alguma banda nova aparece para nos chocar, e da melhor forma possível. E a banda da vez é o Bulletmonks!

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Indo direto ao que interessa, o Bulletmonks é um quarteto alemão que toca hard rock, encontrando um meio-termo entre o som mais elaborado de bandas clássicas como Led Zeppelin e Black Sabbath, e a simplicidade de bandas atuais como Danko Jones e Velvet Revolver, mas quase sempre com um "tempero metaleiro" e letras cheias de atitude. Com isso, a banda surge com uma sonoridade que é familiar e desafiadora ao mesmo tempo. E o seu álbum de estréia, "Weapons of Mass Destruction" (2009) nos mostra isso muito bem!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa de abertura "No Gain Just Pain", com um vocal rasgado, riff contagiante, bateria veloz, e até uma inusitada passagem lenta, mostra que Tyler Voxx (voz e guitarra), 'Dangerous' Dan (guitarra), Spreace Jackson (baixo) e 'M.Dogg' (bateria) não estão de brincadeira! E falando em velocidade, os fãs do Motorhead vão se deliciar com as faixas "Canned Insanity" e "We're All Fucked", nas quais até as letras são arrepiantes.

A "bluesy" "My World's A Show" nos remete ao melhor do hard rock setentista, com direito a um ótimo solo de guitarra e "trechinho veloz" no maior estilo Led Zeppelin. E ainda no terreno do blues rock, "Downtown Is Dead" é simplesmente um dos destaques do álbum. Já "Hang On Lord" é um stoner rock que traz bastante peso e até uma boa passagem de doom metal.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A faixa "Never Be A Wannabe" mostra que os Bulletmonks também se saem muito bem ao investir no seu lado mais irreverente, através de uma temática divertida e arranjos igualmente divertidos que misturam rock 'n' roll, southern rock e uma pitadinha de country rock. O quarteto ainda manda bem nos "grooves" das suingadas "Lifestyle Junkie", "Under The Black Sun", e da "quase thrash" "I Am". E se tivermos que citar algum ponto negativo, este fica por conta do rockão básico "Tentacle", uma faixa que é apenas... bacaninha.

No fim, "Weapons of Mass Destruction" faz valer o título, com os Bulletmonks trazendo mesmo suas "armas pesadas". Mas, como aquele papo de "banda da vez" é um tanto relativo, podemos ver que o grupo não faz o som "certo" para o grande público, e por isso vai ficar em segundo plano. Agora é esperar que os rapazes não possuam grandes objetivos comerciais, e que continuem nos presenteando com ótimos trabalhos!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Músicas:
1. No Gain Just Pain
2. My World's A Show
3. Lifestyle Junkie
4. Under The Black Sun
5. I Am
6. Canned Insanity
7. Downtown Is Dead
8. Never Be A Wannabe
9. Hang On Lord
10. We're All Fucked
11. Tentacle
12. No Gain Just Pain [Bônus - Acústica]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

The Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenho

Fotos de Infância: Red Hot Chili Peppers


Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti.