WASP: única maneira de ver a banda em DVD até o momento

Resenha - Sting - W.A.S.P.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar Correções  

7


Com muitos álbuns de estúdio lançados e ainda três registros ao vivo em CD, o W.A.S.P. já poderia ter investido mais em lançamentos de DVD. Por enquanto, só o "The Sting", lançado em 2001.

WASP: A tentativa de ser levado a sério com o álbum Headless Children

Separados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona

Trata-se de uma apresentação realizada pela banda em 22 de abril de 2000, no Key Club, em Los Angeles, casa localizada na Sunset Strip e famosa por receber inúmeros ícones do Hard Rock dos anos 80 (quando a casa se chamava Gazzari’s).

Além de músicas do álbum "Helldorado", lançado um ano antes da gravação deste show, em 1999, o curto track list conta com alguns dos principais sucessos da banda, como a polêmica "Animal (F*** Like A Beast)" e as famosas "I Wanna Be Somebody" e "Blind In Texas", que nunca ficam de fora das apresentações ao vivo da banda.

Apesar de o show ter sido transmitido ao vivo via Internet para milhares de internautas, não se trata de uma apresentação típica dos anos 80, quando o vocalista Blackie Lawless cantava e cortava pedaços de carne, em um palco repleto de atrativos visuais. É W.A.S.P. direto e cru, tocando somente 12 músicas em pouco mais de 1 hora de DVD. Alguns fogos são utilizados, o letreiro com a sigla da banda é colocado em chamas no início e no fim do show, mas nada além disso. Mostra bem o que é o W.A.S.P. da última década: uma banda ainda cheia de energia e ótimas composições, mas sem tanta disposição para "chocar" as platéias de seus shows.

Um ponto negativo é a qualidade de som do DVD, que deixa a desejar em alguns momentos, como nas músicas "Helldorado" e "Sleeping In The Fire", quando a voz de Blackie simplesmente some em certos trechos.

De qualquer forma, vale a dica, até porque assistir a este show é a única maneira de ver a banda em DVD até o momento, sendo indicado principalmente aos fãs mais assíduos. Quem preferir ver Blackie e sua trupe em apresentações mais marcantes, vale mais a pena correr atrás de vídeos no YouTube ou dos antigos (e raros) registros do W.A.S.P. em VHS - "Live At The Lyceum" (1984) e "Videos...In The Raw" (1988).

Também está disponível no mercado o CD deste show, em edição limitada, com o áudio deste DVD.

Importado – Snapper Music

Formação:
Blackie Lawless – vocal, guitarra
Chris Holmes – guitarra
Mike Duda – baixo
Stet Howland - bateria

Track list:
1. Helldorado
2. Inside The Electric Circus
3. Chainsaw Charlie
4. Wild Child
5. L.O.V.E. Machine
6. Animal
7. Sleeping In The Fire
8. Damnation Angels
9. Dirty Balls
10. The Real Me
11. I Wanna Be Somebody
12. Blind In Texas




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


WASP: A tentativa de ser levado a sério com o álbum Headless Children

Bob Kulick: Bruce informa que não haverá velório tradicional, por conta da pandemia

Bob Kulick: músicos do Kiss e outros lamentam a morte do guitarristaBob Kulick
Músicos do Kiss e outros lamentam a morte do guitarrista

Bob Kulick: guitarrista que trabalhou com Kiss, W.A.S.P. e outros morre aos 70 anosBob Kulick
Guitarrista que trabalhou com Kiss, W.A.S.P. e outros morre aos 70 anos


Separados no nascimento: Mick Mars e Blackie LawlessSeparados no nascimento
Mick Mars e Blackie Lawless

W.A.S.P.: Lawless teve a mesma coisa que Michael Jackson!W.A.S.P.
Lawless teve "a mesma coisa" que Michael Jackson!


Separados no nascimento: Cazuza e Lauro CoronaSeparados no nascimento
Cazuza e Lauro Corona

Wallpapers: Papéis de parede da banda Iron MaidenWallpapers
Papéis de parede da banda Iron Maiden


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin