Mahavishnu Orchestra: simbiose entre rock e outros gêneros

Resenha - Inner Mounting Flame - Mahavishnu Orchestra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


"The Inner Mounting Flame" é o primeiro disco da Mahavishnu Orchestra, grupo liderado pelo espetacular guitarrista inglês John McLaughlin. Ao lado de McLaughlin estavam músicos experientes na cena. O baterista panamenho Billy Cobham teve passagens pelos grupos de Horace Silver, Kenny Burrel, Miles Davis, George Benson e Quincy Jones, além de inúmeras outras participações. O baixista irlandês Rick Laird dividiu o palco com Wes Montgomery, Sonny Stitt e Sonny Rollins, e mais tarde faria parte dos grupos de Stan Getz e Chick Corea.
5000 acessosSexo e rock n' roll: banda grava e vende pornô para bancar despesas5000 acessosShaman: baixista desabafa sobre cena brasileira

O tcheco Jan Hammer, pianista e tecladista, colaborou com artistas do porte de Jeff Beck, Al Di Meola, Mick Jagger, Carlos Santana, Stanley Clarke, Elvin Jones e mais uma pá de músicos, além de ter composto, nos anos 1980, o tema da série "Miami Vice". E o violinista norte-americano Jarry Goodman teve uma passagem pela Orquestra Sinfônica de Chicago, além de ter colaborado com o Dixie Dregs e, mais recentemente, com Jordan Rudess e Derek Sherinian, atual e ex-tecladista do Dream Theater, respectivamente. Isso sem falar do próprio McLaughlin, fundamental na transição de Miles Davis do som acústico para o jazz elétrico em álbuns seminais como "Bitches Brew", "In a Silent Way" e "Theme From Jack Johnson". Ou seja, um timaço!!!!

Lançado em agosto de 1971, "The Inner Mounting Flame" foi automaticamente considerado pela crítica como um clássico. Motivos para isso não faltam. Suas oito faixas mostram uma imensa, inspiradíssima e definitiva simbiose entre rock, música clássica, jazz, blues e até mesmo elementos de música celta. Totalmente instrumental, o álbum tem como seu elemento principal a guitarra de braço duplo de John McLaughlin, que é o instrumento central de todas as composições. A partir de seus acordes os arranjos evoluem, caminhando por um mundo próprio onde não há diferenças e nem limites entre os gêneros musicais.

Pra lá de técnicos e extremamente virtuosos, todos os cinco músicos, principalmente McLaughlin, Cobham e Hammer, despejam notas rapidíssimas, mas que fazem total sentido nas composições. Há momentos sublimes, principalmente a abertura com "Meeting of the Spirits", as camadas de melodia de "Dawn", a sensacional "The Dance of Maya" e seu contraponto, a calma "You Know You Know".

"Inner Mounting Flame" é um dos discos mais incríveis que eu tive o privilégio de ouvir em quase vinte e cinco anos como consumidor e colecionador de música.

Espiritual, clássico e fundamental!

Line-up:
John McLaughlin - Guitarra
Jerry Goodman - Violino
Jan Hammer - Órgão e Sintetizador
Rick Laird - Baixo
Billy Cobham - Bateria

Faixas:
1. Meeting of the Spirits - 6:50
2. Dawn - 5:15
3. The Noonward Race - 6:27
4. A Lotus on Irish Streams - 5:41
5. Vital Transformation - 6:14
6. The Dance of Maya - 7:15
7. You Know You Know - 5:06
8. Awakening - 3:30

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Inner Mounting Flame - Mahavishnu Orchestra

1117 acessosMahavishnu Orchestra: em 1971, uma obra prima do jazz-rock

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Steve VaiSteve Vai
As 10 melhores faixas na opinião do guitarrista

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Mahavishnu Orchestra"

Sexo e rock n rollSexo e rock n' roll
Banda grava e vende pornô para bancar despesas

ShamanShaman
Fernando Quesada desabafa sobre cena brasileira

Nicko McBrainNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

5000 acessosMegadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine5000 acessosMetallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?5000 acessosVício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína3751 acessosNapalm Death: Religião causa miséria do mundo5000 acessosBlack Sabbath: eu odiava aulas de música, diz Tony Iommi4411 acessosFoo Fighters: som cortado em mega show com muito vinho

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online