Cacto Rosa: inspirado em boas formações do passado

Resenha - O Tempo Necessário - Cacto Rosa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Levou o tempo que tinha que levar. Se a informação do release disponibilizado pela banda gaúcha Cacto Rosa define bem a espera pelo lançamento do disco “O Tempo Necessário”, então podemos acreditar que o período foi realmente muito válido.
5000 acessosIron Maiden: fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast5000 acessosMonica Santhiago: O Excelente gosto - musical - da musa pornô BR

E se a expectativa dos fãs para esta banda de rock do Rio Grande do Sul formada em 2004 era tão grande, por que não dizer que valeu a pena? Bem gravado, com arte gráfica bonita e um trio de meninas bem inspiradas, o disco adquiriu uma linguagem própria, livre de estereótipos e inspirada em boas formações do passado, como os Beatles, Legião Urbana e outras grandes bandas brasileiras.

Sim, caro amigo, você leu direitinho. A Cacto Rosa é formada por mulheres, e isso é apenas um detalhe de todo o conjunto. A música é cativante e inspira pensamentos mais aéreos, com uma linguagem rica e moderna. O segredo encontrado por este grupo foi justamente mesclar a busca pela qualidade musical com o típico bom gosto feminino, como na cativante “Eu Sigo”, com uma harmonia muito bem feita.

Carole na bateria e vocais, Paulinha Arruda nas guitarras e Bibiana Arriaga na voz e no violão são a linha de frente do Cacto Rosa. O ouvinte pensará duas vezes em passar a faixa e desmerecer a postura de voz de Bibiana, encorpada e melodiosa, encaixando-se muito bem na temática do álbum e das letras. Para não falar que a equipe é toda feminina, Luciano Albo foi o responsável pelas linhas de baixo, além de Vinícius Tonello e Leonardo Brunelli, também responsáveis pela produção e mixagem e alguns instrumentos como guitarras e percussão.

A banda lembra um pouco a também gaúcha Bidê ou Balde, com melodias leves, instrumental bem arranjado e letras que abordam a sociedade, política, amor, relacionamentos e seus habituais momentos difíceis, mas sempre com uma levada alegre, nada depressiva. É o típico enredo de uma boa banda de rock brasileira, que não deixa de flertar com o pop em alguns momentos. “O Tempo Necessário” é livre de preconceito musical e recomendado para o pessoal aberto para a boa música.

Tecla Music – Produção e Edição Musical

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Cacto Rosa"

Iron MaidenIron Maiden
Fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Monica SanthiagoMonica Santhiago
O Excelente gosto - musical - da musa pornô BR

MutantesMutantes
Rita Lee: "Fui expulsa dos Mutantes!"

5000 acessosDave Mustaine: boatos dizem que ele é tio de Hayley Williams5000 acessosAgressividade: 21 caras que fizeram a história do rock pesado5000 acessosCompridas: As músicas mais longas de grandes bandas5000 acessosEric Clapton: Guitarrista está colocando suas guitarras à venda3596 acessosAlice Cooper: "aquele do palco não joga golfe"5000 acessosGuns N' Roses: Steven Adler e o alfinete que faltou antes do show

Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online