Vengeance: hard rock poderoso e contagiante

Resenha - Back In The Ring - Vengeance

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

8


"Back In The Ring" marca o retorno dos holandeses do Vengeance à ativa. Primeiro disco de inéditas do grupo desde "Back From Flight 19", de 1997, mostra um grupo revigorado e ainda com muita lenha para queimar.

Jim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Music Radar: Os maiores frontmen de todos os tempos

Pra quem não conhece a banda, algumas informações vão ser úteis para entender o tipo de som que o grupo faz. O vocalista Leon Goewie possui uma voz que pode ser definida como uma cruza entre os timbres de Bon Scott e Brian Johnson, enquanto o guitarrista Peter Bourbon despeja riffs que seguem à risca a escola das grandes bandas de hard rock oitentistas. Além disso, o álbum conta com as participações especiais dos guitarristas Wolf Hoffman (ex-Accept) e Arjen Lucassen (Ayreon, e ex-integrante do próprio Vengeance) e do baixista Matt Sinner (Primal Fear e Sinner), aqui fazendo alguns backing vocals.

O resultado dessa mistura é um hard rock poderoso e contagiante. As duas primeiras faixas, "Back In The Ring" e "No Mercy", aproximam-se mais do heavy metal, enquanto outras, como "Bad Attitude", bebem na fonte do Quiet Riot e do Krokus, apresentando um ótimo trampo de guitarras. Já "Now And Then" e "Captain Moonlight" aproximam-se do trabalho realizado pelo Dokken e pelo Def Leppard fase "Pyromania".

Essa avalanche de citações a outros grupos não representa, porém, uma falta de identidade, mas sim uma ferramenta para que você, leitor, tenha uma idéia mais clara do que o Vengence mostra nesta sua volta.

De maneira geral, "Back In The Ring" é um bom trabalho, acima da média, com alguns momentos excelentes (a faixa-título, "Mind Over Matter", "Bad Attitude" e "Now And Then"), e que tem tudo para agradar em cheio quem curte um hard rock honesto, bastante influenciado pelos nos oitenta e, acima de tudo, feito com muito de tesão.

Faixas:
1. Back In The Ring
2. No Mercy
3. Mind Over Matter
4. Captain Moonlight
5. Holy Water
6. Bad Attitude
7. Had Enuff
8. Now & Then
9. Cowboy Style
10. Rip It Off




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Jim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal CorpseJim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin