Metal Mania: coletânea acústica do canal VH1

Resenha - Metal Mania Stripped - VH1 Classic

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar Correções  

9


O canal de televisão VH1 é um dos meios de comunicação que mais investe no estilo denominado pelos americanos de 80`s Hair Metal, exibindo constantemente entrevistas, clipes, matérias especiais e documentários sobre bandas que marcaram a década de 80, como Poison, Warrant, Scorpions, Cinderella, entre outros. Essa coletânea é mais um exemplo da atenção dada ao estilo, sendo o primeiro volume de uma série de até agora três álbuns (o terceiro será lançado em março/2007).

Apesar do título fazer menção a "Metal", esta coletânea não irá agradar aos fãs sedentos por músicas mais pesadas, pois se trata de um apanhado de versões acústicas para sucessos gravados por bandas de Hard/Glam Rock. No entanto, para quem curte ou ao menos simpatiza com esses estilos, é uma opção bastante interessante.

publicidade

A escolha das músicas foi certeira, a começar pelas versões extraídas dos shows MTV Unplugged, de Poison e Queensryche, com a marcante "Every Rose Has Its Thorn" e a excelente "Silent Lucidity", respectivamente.

Tem-se ainda Scorpions, com a bonita "Wind Of Change", versão extraída do CD "Acoustica"; Tesla, com "The Way It Is" (ao vivo); e Extreme, com "More Than Words", cantada a cappella, por Gary Cherone e Nuno Bettencourt, apenas com uma leve percussão de fundo.

publicidade

Há também seis versões inéditas. São elas: "Sister Christian", do Night Ranger; "Don`t Know What You`Ve Got (Till It`s Gone)", do Cinderella; "Save Your Love" (ao vivo), do Great White; "Ballad Of Jaybe", do L.A. Guns; "When I Look Into Your Eyes", do White Lion; e "More Than Words Can Say", do Alias, provavelmente a banda menos conhecida da coletânea.

publicidade

Além das já citadas canções, a mescla escolhida a dedo pelo pessoal do canal VH1, traz Warrant, Slaughter, Winger e Firehouse, todos tocando versões desplugadas de grandes sucessos dos anos 80.

Entre as melhores escolhas, estão as versões apresentadas pelo Night Ranger e pelo Queensryche, disparadas as principais do álbum. Como ponto negativo, apenas "Miles Away", do Winger, não pela música que é ótima quando executada de forma "plugada", mas pela versão em si, tocada sem muita emoção. O Cinderella também não se saiu muito bem na coletânea, pois a música escolhida já é originalmente semi-acústica e cantada com mais intensidade por Tom Keifer, no álbum "Long Cold Winter".

publicidade

As vendas desta coletânea foram bastante satisfatórias, rendendo até uma turnê americana promovida pelo canal VH1 Classic, com participação de Stephen Pearcy (Ratt), Don Dokken, Jani Lane (Warrant), Kip Winger e a banda Firehouse.

Enfim, um álbum muito indicado para quem estiver a fim de relaxar ao som de baladas acústicas, preferencialmente ao lado de uma boa companhia e uma bebida de qualidade.

publicidade

Track List:

1 - Every Rose Has Its Thorn - Poison
2 - Sister Christian - Night Ranger
3 - Wind Of Change - The Scorpions
4 - Don't Know What You Got (Til It's Gone) - Cinderella
5 - Silent Lucidity - Queensryche
6 - More Than Words - Extreme
7 - I Saw Red - Warrant
8 - The Way It Is - Tesla
9 - Miles Away - Winger
10 - Ballad Of Jayne - L.A. Guns
11 - When The Children Cry - White Lion
12 - When I look Into Your Eyes - Firehouse
13 - Fly To The Angels - Slaughter
14 - More Than Words Can Say - Alias
15 - Save Your Love - Great White

publicidade

Importado – Immortal (Red)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Varg Vikernes: ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como inferioresVarg Vikernes
Ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como "inferiores"

Axl Rose: como ele pegava todas as garotas que Slash conquistavaAxl Rose
Como ele pegava todas as garotas que Slash conquistava


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin