Resenha - Crendices Vãs - Rogério Ratner

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8

Rogério Ratner tinha tudo para ser mais um Emmerson Nogueira. Este gaúcho começou sua carreira em 1984 cantando músicas do rock e da MPB no circuito alternativo. Mas o cara tem talento e registrou ao longo do tempo várias músicas próprias, lançando dois CD’s. Este é o segundo, gravado em 2002/2003.

publicidade

O cara gosta do rock/pop e sabe fazer as coisas: "Mau Humor" dá a tônica do CD. Acústico/Plugado, simples e funcional, assim como "Enganos" e "Não Pensar Em Nada" (influenciada pelo Barão Vermelho). A pop "Amor Quase Normal", a semi-balada "Desejos Bizarros" e a suave "Tente Assim Mesmo" podem ser considerados os destaques de um CD bem legal, suave, agradável... daqueles que você coloca para rolar e fica curtindo sem compromisso. Outros bons momentos incluem a lenta "Indizível" e a doce "Sorte".

publicidade

Rogério é bom no que faz, e merece parabéns por produzir um dos CD’s mais lineares que já ouvi nos últimos tempos. Não será o CD que irá mudar sua visão de encarar a música, mas certamente está entre os que você ficará escutando enquanto filosofa sobre a vida.

Formação:
Rogério Ratner – Vocais
Ciro Moreau – Guitarras/Teclados/Bateria

publicidade

INDEPENDENTE – 2006 - NACIONAL

Contato: [email protected]




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bruce Dickinson: Ele lamenta não ter dado um soco em Axl RoseBruce Dickinson
Ele lamenta não ter dado um soco em Axl Rose

Cinco contra um?: Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcouCinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin