Resenha - Bravery - Bravery

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


É de New York (EUA) que vem mais uma promessa do atual mundo do rock. A banda The Bravery, que começou suas atividades apenas em 2003, foi considerada pela publicação The Village como "a nova grande sensação da música americana". E de lá pra cá, após o lançamento do seu primeiro álbum, vem sendo uma febre em meio ao público norte-americano. "The Bravery", o disco auto-intitulado, que saiu pela Island Def Jam Records, já foi inclusive licenciado para a Europa. Por enquanto, aqui no Brasil, só temos ao nosso alcance o The Bravery via MTV, através de dois videoclipes já vinculados na programação da emissora brasileira.

Ozzy Osbourne: "O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"Papai Truezão: astros do Heavy Metal em fotos com seus filhos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sam Endicott (vocal e guitarra), Michael Zakarin (guitarra), Mike H. (baixo), John Conway (teclado) e Anthony Burulcich (bateria) fazem um som bastante peculiar. A primeira impressão que temos é de que estamos diante de mais uma banda de Brit-Rock, à lá Oasis ou The Strokes. Mas com o passar da primeira faixa, temos uma outra impressão, muito mais verdadeira. A sonoridade da banda é totalmente oitentista, lembrando assim o The Killers, por seguir mais ou menos a mesma idéia. Porém, me veio à mente bandas mais antigas (e muito mais parecidas com o The Bravery), como Duran Duran e New Order. Enfim, temos aqui a união do rock moderno com os anos oitenta, mais especificamente com a New Age. E por mais diferente que possa parecer, o som dos caras ficou muito bom. É rock, e nunca deixa de ser rock. Mas, consegue ser bem particular quanto a influências, e com um estilo bem dançante - o que é um pouco de novidade para o estilo.

O CD abre com a ótima "An Honest Mistake", de cara uma das melhores do álbum. Essa é uma das músicas que chegou aqui no Brasil pela TV, música essa que mistura o rock com melodias dançantes da New Age. "Fearless" consegue ser mais legal ainda, com um estilo bem rock e recheada de teclados dos anos oitenta. "Tyrant" poderá lembrar um pouco o U2, diferente de "Swollen Summer", que merece destaque por ser mais agitada e de muito bom gosto. Por fim, outro destaque é "Hot Pursuit", que volta a soar essencialmente anos oitenta (é uma das mais dançantes), só que com uma dose de experimentalismo por parte dos teclados. E acreditem, ficou muito legal!

Inegavelmente, de cara o som do The Bravery é de extrema dificuldade para uma assimilação imediata. É preciso um certo esforço, é preciso ter a mente aberta a novas tendências e a capacidade de digerir a idéia de inovação musical. Acho que ainda é um pouco cedo para concordar com o The Village e dizer que o The Bravery é uma sensação. Mas não posso deixar de dizer, que para uma banda iniciante, o seu início foi de muita qualidade e de muito sucesso. Agora é preciso amadurecer um pouco, para alcançar vôos mais altos.

Site oficial: www.thebravery.com

Line-up:
Sam Endicott (vocal/guitarra);
Michael Zakarin (guitarra);
Mike H. (baixo);
John Conway (teclado);
Anthony Burulcich (bateria).

Track-list:
01. An Honest Mistake
02. Fearless
03. Tyrant
04. Swollen Summer
05. Public Service Announcement
06. Out of Line
07. Unconditional
08. No Ring on These Fingers
09. Hot Pursuit
10. No Breaks
11. Open Heart Surgery
12. Het Sunshiney Day


Outras resenhas de Bravery - Bravery

Resenha - Bravery - Bravery




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Bravery"


Ozzy Osbourne: O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!Ozzy Osbourne
"O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"

Papai Truezão: astros do Heavy Metal em fotos com seus filhosPapai Truezão
Astros do Heavy Metal em fotos com seus filhos


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336