Resenha - Just The Two Of Us... Me And Them - Mindflow

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

9

Eu tenho me surpreendido com a qualidade dos trabalhos de diversas bandas nacionais ultimamente, e não estou falando de nomes consagrados como Sepultura, Angra e Shaaman. Estou me referindo a grupos que, já no seu primeiro registro, atingiram um resultado final de alta qualidade, tanto no nível das composições quanto na produção. O MindFlow é mais um destes casos.

Iron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no set

Debandados: saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhor


Esta banda paulista, surgida em 1999, gravou e lançou seu primeiro trabalho, "Just The Two Of Us ... Me And Them", em 2004, mas só agora, depois de ter sido distribuído para mais de quarenta países, o álbum começa a ganhar uma visibilidade mais efetiva no Brasil.

E já não era sem tempo. O som dos caras é um prog metal de altíssima qualidade, muito influenciado pelos primeiros trabalhos do Dream Theater, quando o tecladista Kevin Moore ainda fazia parte do grupo. É impossível ouvir "Just The Two Of Us ..." e não lembrar de álbuns como "Images And Words" e "Awake". Mas, mais importante que isso: o que se ouve é a influência do grupo americano, e não uma cópia mal feita.

Com instrumentistas acima da média, que mais parecem veteranos com décadas de estrada do que jovens que estão estreando em estúdio, o som do MindFlow tem tudo para agradar quem gosta de um prog metal cheio de mudanças de andamento, ritmos quebrados e, acima de tudo, fácil de ouvir. Apesar da complexidade do som, as músicas apresentadas neste debut em nenhum momento soam auto-indulgentes ou possuem momentos desnecessários de virtuosismo.

Conceitual, o disco conta a história de Ariel, John e Pearl. Detalhe interessante: a temática do disco saiu de uma experiência marcante vivida pelo guitarrista Rodrigo Hidalgo, cujo primo (que era considerado como irmão) piloto de avião sonhou que iria morrer, e uma semana depois sofreu um acidente que lhe tirou a vida.

As influências de Dream Theater se tornam mais fortes ainda por outro fator: a forma com que as músicas de "Just The Two Of Us... Me And Them" estão estruturadas remete diretamente ao álbum "Metropolis 2: Scenes From A Memory", lançado pelo grupo de Mike Portnoy e John Petrucci em 99 (não por acaso o mesmo ano em que o MindFlow foi formado). Com algumas faixas instrumentais e interlúdios que inserem pausas na história, o álbum tem um ritmo crescente, chegando ao climax no seu final.

Exemplo clássico de disco conceitual que possui uma unidade quase absurda, com todas as faixas interligadas e funcionando perfeitamente entre si, "Just The Two Of Us ..." acabe se tornando muito agradável de se ouvir. Acompanhar a história através das letras e das viagens instrumentais da banda se revela uma experiência muito interessante. Mesmo assim, como em todo álbum, algumas faixas se destacam. A abertura com "Meeting Her Eyes" despeja peso sem piedade, enquanto "Deadly Event" tem um riff que é puro hard rock. O single "Invisible Messages" é uma bela balada onde a influência de Dream Theater é evidente (destaque também para a belíssima versão acústica desta música, que vêm como bônus), "Touch Of Immortality" parece saída das sessões de "Images And Words" e as longas "Honesty" e "2nd Dawn" vão agradar em cheio os amantes do prog rock.

Individualmente o grupo mostra integrantes que estão em um mesmo, e alto, nível. O vocalista Danilo Herbert possui um belo timbre de voz, o guitarrista Rodrigo Hidalgo é um virtuose no instrumento, o tecladista Miguel Spada possui muito bom gosto em suas intervenções e arranjos, o baixista Ricardo Winandy tenta fugir do lugar comum e consegue ótimos resultados, e o baterista Rafael Pensado tem muita técnica e talento, e logo logo deve despontar com uma das revelações do instrumento aqui no Brasil.

Lançado de forma independente, "Just The Two Of Us ... Me And Them" é um trabalho que merecia, e merece, muito mais exposição do que está tendo. Um álbum belíssimo, com músicas excelentes executadas por uma banda talentosa e inspiradíssima. Gravadoras, onde estão vocês que não contrataram estes caras ainda, preferindo lançar por aqui algumas "sensações européias" que não dão nem para o cheiro quando comparadas com grupos como o MindFlow ?

Se você gosta de prog metal um CD indispensável na sua coleção. Se você é fã de heavy metal, um disco que não fará feio em ser acervo.

Excelente.

Faixas:
1. Focus
2. Meeting Her Eyes
3. Logic Behind Heads Or Tails
4. Real Illusion
5. Deadly Event
6. October, 17th
7. … So That Life Move Along
8. Invisible Messages
9. Premonition (Wake Up Ariel !)
10. Honesty
11. Touch Of Immortality
12. Dangerouself Engineering
13. 2nd Dawn
14. Another Point Of View
15. The House Of A Locked Mind
16. 4 Noble Truth

Bonus Track:
17. Invisible Messages (Acoustic Version)


Outras resenhas de Just The Two Of Us... Me And Them - Mindflow

Resenha - Just The Two Of Us... Me and Them - Mindflow




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São PauloMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

Café com Ócio: 15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010Café com Ócio
15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010


Iron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no setIron Maiden
A reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no set

Debandados: saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhorDebandados
Saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhor


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin