Resenha - Kings of Damnation - Black Label Society

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


Você começa a perceber que sua banda realmente cresceu não só pelos shows lotados, pela venda de CD´s e pela histeria dos fãs, mas também quando sua gravadora pede a você que faça uma coletânea de suas melhores músicas.

Por outro lado, muitas bandas lançam um "Best Of" ou "Greatest Hits" para tapar buracos em crises criativas ou para rompimento de contratos. Mas esse não é o caso de Zakk Wylde e do Black Label Society. Com 8 CD´s lançados (o último, "Mafia" saiu recentemente e não foi incluído neste CD, a banda se consolidou como um dos nomes do rock/metal pesado, e Zakk se firmou como um dos mais selvagens guitarristas do cenário norte-americano, rivalizando com o saudoso Dimebag Darrell e com Scott Ian (Anthrax). Esqueçamos do patriotismo exagerado, do episódio do Ozzfest, e vamos nos concentrar neste petardo... que é melhor do que remexer em ovos né?

publicidade

Curiosamente,das 17 faixas selecionadas para o projeto (são 19, com 2 inéditas), quatro mercem destaque: a semi-acústicas "Losing Your Mind" e a heavy "Horse Called War" (do projeto Pride and Glory, que antecedeu a formação do BLS) e as suaves "Between Heaven And Hell" e "Sold My Soul" (do excelente CD solo de Zakk, "Book Of Shadows"). Já do Black Label, são apresentados petardos como "Bored To Tears" (pesadíssima), as experimentais "Bleed For Me", "Counterfeit God" (influência de White Zombie) e "Stronger Than Death", além de "Speedball" (um dos solos de violão mais loucos que já ouvi) e a heavy a lá Ozzy "Demise Of Sanity" (aliás a semelhança entre os vocais de Zakk e Ozzy é interessante... digamos que Zakk é Ozzy mais pesado e mais bêbado... já que a cerveja é parte importante da banda).

publicidade

Do material mais recente, Zakk traz as ótimas "Stillborn" (um flerte interessante com o grunge) e a pesada "The Blessed Hellride", aonde o patrão Ozzy faz uma boa participação, além das acústicas "House Of Doom" e "Takillya", do CD "Hangover Music Vol VI). As novas faixas, "Doomsday Inc" e "SDMF", apontam uma banda que mistura todos os elementos compilados em seus CD´s, apontando para uma sonoridade única, pesada, pop, experimental e guitarreira.

publicidade

Quem não conhece a banda vai adorar... quem conhece tem a chance de descolar um ótimo CD para ouvir numa viagem ou num engarrafamento... a prova de que Zakk estava certo!

Site Oficial: http://www.blacklabelsociety.net

Formação (atual):
Zakk Wylde – Vocais, Guitarras, Baixo, Teclados
Nick Cantanese – Guitarras
James LoMenzo – Baixo
Craig Numenmacker – Bateria

publicidade


Outras resenhas de Kings of Damnation - Black Label Society

Resenha - Kings Of Damnation - Black Label Society




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Megadeth: para ex- baixista James LoMenzo, CEO do Spotify deveria estar na cadeiaMegadeth
Para ex- baixista James LoMenzo, CEO do Spotify deveria estar na cadeia


Steel Panther: a participação assustadora de um Zakk Wylde embriagadoSteel Panther
A participação assustadora de um Zakk Wylde embriagado

Zakk Wylde: o riff que ele queria ter criado - e a música que ele nunca conseguiu tocarZakk Wylde
O riff que ele queria ter criado - e a música que ele nunca conseguiu tocar


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin