Resenha - Live at Buenos Aires - Rata Blanca

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Deixando os preconceitos de lado é impossível conferir o DVD "Live at Buenos Aires", da banda Rata Blanca, e não curtir. Basta apenas nos acostumarmos com letras em espanhol, já que qualidade e méritos o grupo já provou que tem na sua carreira que se iniciou em 1985 e se desenvolveu em dez discos até então. Adrian Barilari (vocal), Walter Giardino (guitarra), Guilhermo Sanchez (baixo), Hugo Bistolffi (teclado) e Fernando Scarella (bateria) conseguiram criar um material digno de elogios, que não se limita apenas a uma apresentação ao vivo do conjunto. A banda não deixou de lado uma participação mais do que especial (que eu desmembrarei em seguida), além de complementar o DVD com material extra.

Axl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?Tarja Turunen: vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The Voice

Bem, vamos começar analisando o show. Inegavelmente a banda preparou um 'set' focado no seu então mais recente álbum de estúdio, "El Camino Del Fuego". Gravado em dezembro de 2003 no grande e interessante teatro Gran Rex, a banda conseguiu criar um ambiente propício para a gravação de um DVD (com um grande e fenomenal público) aliados a uma apresentação ostentanto carisma. Com um ótimo som (5.1 Sorround) e uma imagem impecável, após a introdução de apresentação, a banda entra em cena com a certeira "El Amo Del Camino", hard rock com leves toques progressivos. E é já de cara, na primeira música, que temos os dois maiores destaques da banda: o vocalista Barilari, com um timbre sensacional e uma postura de palco empolgante; e o excelente guitarrista Giardino, exímio e virtuoso quanto ao seu instrumento.

"Senora Fúria" emplaca bem perante o público, mas "Volviendo a Casa", o primeiro 'hit' o disco novo, certamente toma proporções bem maiores. A música com um significativo apelo comercial parece cair na graça dos milhares de espectadores, em uma composição magnífica, como a sua seguinte, "En Nombre de Diós?". E após a "baladinha" "Cuando la Luz Oscurece", faixa que a banda optou por incluir alguns efeitos de imagem, realmente a apresentação do Rata Blanca começa a pegar fogo.

Até então, apenas músicas novas em uma 'performance' de luxo. E tudo passado para o DVD com excelência (imagem e som) - algo que eu já citei antes, por favor, desculpe pela redundância. Mas no instante que Walter Giardino vai até ao microfone e chama para o palco Glenn Hughes, baixista e vocalista que já foi do Deep Purple, para integrar a banda nas suas próximas músicas, é que parece que realmente o show vai começar. De cara, Gleen entra com "Stormbringer", um clássico do Purple, com ele, obviamente, nos vocais. "Mistreated", também do Purple, leva o público ao delírio com os solos de guitarras e baixo, que traz como sucessora uma composição da carreira solo do baixista, "Keep Moving". E quando parecia que a magia já havia acabado, de encerramento com o Rata Blanca, Glenn e os argentinos fecham a apresentação com a clássica e inigualável "Burn" (também do Purple), cantada em uníssono. Simplesmente demais, este DVD já vale apenas por o que é possível conferir nestas quatro faixas.

Depois do solo de bateria e de "Caballo Selvaje", "Chico Callejero" e "Guerrero Del Arco Iris" seguem com a apresentação da banda, esta, uma das mais conhecidas pelo público. Vale ressaltar que apenas no final do show que o Rata Blanca começou a apresentar suas canções antigas, sendo esta última citada, com direito a aparição dos músicos em palco com a camiseta do Boca Juniors. Isto porque poucos dias atrás o time tinha conseguido se tornar pela terceira vez Campeão do Mundo... Mas isso deixa para lá. Para encerrar, "Mujer Amante" (uma balada bem bonita) e "La Leyenda Del Hada e el Mago", ambas bem satisfatórias.

Depois de conferir uma apresentação nota dez da banda, como extras temos sua biografia, fotos, uma entrevista sobre a realização deste DVD e como foi trazer Glenn Hughes para dividir o mesmo palco. E, de quebra, os clipes para "El Amo Del Camino" e "Guerro Del Arco Íris" (ao vivo) e para "Volviendo a Casa", também presente como bônus no CD "El Camino Del Fuego". Sinceramente, um DVD de muita qualidade e agradabilíssimo para ser visto, tanto pela imagem como pelo som. Não é qualquer banda hoje que consegue fazer um material do nível do Rata Blanca, um nome de talento e reconhecimento lá na Argentina. Talvez um dia aqui no Brasil a banda venha a conseguir um pouco deste reconhecimento.

Material cedido por:
Hellion Records
http://www.hellion.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rata Blanca"


Idioma: bandas que já cantaram em sua língua natalIdioma
Bandas que já cantaram em sua língua natal

Vocalistas: As maiores vozes esquecidas do MetalVocalistas
As maiores vozes esquecidas do Metal


Axl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?Axl Rose
Afinal de contas, o que houve com sua voz?

Tarja Turunen: vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The VoiceTarja Turunen
Vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The Voice

Rock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandasRock Brasileiro
Uma lista das 10 maiores bandas

Separadas no nascimento: Amy Lee e Shione CooperSeparadas no nascimento
Amy Lee e Shione Cooper

Fotos de Infância: Robert Plant, do Led ZeppelinFotos de Infância
Robert Plant, do Led Zeppelin

System Of A Down: Shavo Odadjian toca Toxicity com filho na escola; vejaSystem Of A Down
Shavo Odadjian toca "Toxicity" com filho na escola; veja

Mike Portnoy: Gostaria que fôssemos uma família feliz e amigosMike Portnoy
"Gostaria que fôssemos uma família feliz e amigos"


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336