Resenha - Demons of Insanity - Chapter V - Metalium

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


E a saga do gigante Metalium na defesa do heavy metal continua, com mais um capítulo de sua emocionante luta perante os males que infestam nossos ouvidos! Exageros a parte, o Metalium conseguiu em 5 cd's se consolidar como uma das forças Européias no que diz respeito a boas bandas de power/speed metal, com CDs consistentes e bem coesos, embora o "As One - Chapter IV" tenha soado um tanto quanto repetitivo. Neste "Demons of Insanity", a banda passa a investir em críticas mais ligadas ao mundo que vivemos, como a clonagem humana e a destruição da natureza, fugindo um pouco da temática fantasiosa que a caracterizava.

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoOzzy Osbourne: 25 coisas que você não sabe sobre ele

Musicalmente o CD traz um Metalium pesado e agressivo como nunca se viu. Uma "intro" demoníaca ("Earth in Pain") abre caminho para "Power of Time", com "riffs" cortantes e os vocais inconfundíveis de Henning Basse (novamente ele dá um show). "Demons of Insanity" e "Ride On" são fortemente inspiradas pelo Judas Priest era "Painkiller", enquanto que "Cyber Horizon" a banda flerta de leve com o hard rock, com excelentes resultados.

A coesão mantida neste CD impressiona (pela terceira vez o Metalium mantém a formação em seus lançamentos). "Endless Believer" conta com os teclados de Don Airey (Deep Purple, quase um membro efetivo), soando lenta e pesadíssima (uma das melhores). Nas demais músicas o Metalium se divide bem entre o power/speed tradicional ("Sky is Falling", "Out in the Silence" - que "riffs") e faixas mais pesadas e cadenciadas (aonde a banda se sai melhor), como "Destiny" e "Mother Earth". Ainda há espaço para uma boa balada, a tocante "Silence of the Night", aonde os teclados de Don Airey novamente roubam a cena.

O Metalium prova neste cd que atingiu sua formação mais coesa e poderosa. Agora resta ver qual a direção que nossa história terá em seus próximos capítulos... aguardem nossa nova resenha daqui a alguns anos! ;)

Line Up:
Henning Basse - Vocais
Matthias Lange - Guitarras
Lars Ratz - Baixo
Michael Ehre - Bateria

Site Oficial: http://www.metalium.de

Material Cedido Por:
Armagedon Music
http://www.armagedon-music.com
Hamburgo (Alemanha)

Obs: O lançamento nacional ocorrerá pela Century Media Brasil.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Metalium"


Luís Ricardo: rockstars mostram como se cospe fogo de verdade!Luís Ricardo
Rockstars mostram como se cospe fogo de verdade!


Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

Ozzy Osbourne: 25 coisas que você não sabe sobre eleOzzy Osbourne
25 coisas que você não sabe sobre ele

Notas altas: as dez mais impressionantes do Heavy MetalNotas altas
As dez mais impressionantes do Heavy Metal

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1989Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1989

Exemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúdeExemplos
10 músicos com deficiências ou problemas de saúde

Para ouvir e rir (ou chorar): Clássicos internacionais regravados por brasileiros (II)Para ouvir e rir (ou chorar)
Clássicos internacionais regravados por brasileiros (II)

Motorhead: Lemmy não recomendava o seu estilo de vida para ninguémMotorhead
Lemmy não recomendava o seu estilo de vida para ninguém


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336