Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemRob Halford compartilha a foto mais metal da semana; "O Rei e Eu"

imagemA opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemO hit de Nando Reis inspirado em clássico do Led Zeppelin e na relação com sua mãe

imagemJimmy Page conta como convenceu Robert Plant a formar o Led Zeppelin

imagemPaul Di'Anno recebe ajuda de Derek Riggs para angariar fundos

imagemA música do Black Sabbath favorita de Frank Zappa

imagemO clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

imagemA opinião de Robb Flynn do Machine Head sobre o retorno do Pantera

imagemKing Diamond fala sobre retorno do Mercyful Fate; "Isso não é uma reunião"


Stamp

Resenha - False Evolution - Vulgar

Por Rafael Carnovale
Em 10/01/04

O quarteto carioca VULGAR aposta no heavy metal sem frescuras. Nada de efeitos, teclados, ou qualquer coisa além do baixo, guitarra e bateria. Com essa proposta nitidamente oitentista, a banda lança seu primeiro demo "False Evolution", cuja primeira faixa dá o nome a mesma, sendo altamente influenciada pelo speed metal de bandas como Kreator e Sepultura (o vocal inclusive é muito influenciado por Max Cavalera). Batidas massacrantes dão início a "TxMxSx", com altas influências do trash oitentista, e riffs poderosos, que só não são mais agressivos devido a produção apenas razoável.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"Creation" começa anunciando o caos: batidas cadenciadas (muito similares ao caos de "Sacrifice" do Motorhead) e um vocal insano levam o ouvido a loucura, com mudanças de andamento muito bem colocadas. Um "hit" em potencial. A loucura continua em na ultra-cadenciada "Against", que lembra os riffs fortes do Pantera anos 90. Um trabalho de bom nível, que se encerra com a pesadíssima "Incredullus Odi", com ecos de Slayer. A banda resgata uma característica interessante do trash: o engajamento nas letras. Questionamentos sobre a vida, o ser humano e fatores políticos invadem o cd, mostrando que os caras querem protestar em alto nível.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais uma boa estréia. Boa sorte ao pessoal do Vulgar.

Line Up:
Artur Círio – Vocal/Guitarra
Tiago Braga – Guitarra
Ivan Guilhon – Baixo/Vocais
Bráulio Azambuja – Bateria

Site Oficial: http://www.vulgarsite.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.