Resenha - Electric Eye - Judas Priest

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


“Vamos aproveitar que o careca voltou e lançar um DVD com tudo o que já lançamos originalmente em VHS para encher o bolso de grana”. Muitos podem dizer que este DVD é um belo caça níqueis. E de fato é a primeira impressão que tive ao por as mãos neste produto. Afinal, Rob Halford sequer se juntou ainda com seus companheiros para começarem a gravar um novo cd do Judas e já sai um DVD retrospectivo da banda, contendo vários de seus vídeo clipes e o show “Priest Live” de 1986, durante a turnê do polêmico “Turbo”. Mas algo é inegável: é muito animal ter todo este material reunindo em um pacote.
11 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores5000 acessosPearl Jam: banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desiste

“Electric Eye” nos traz 13 clipes, todos da era Halford (se você espera algo da era Ripper Owens desista. Ele nem sequer aparece), com destaque para os toscos porém impagáveis “Living After Midnight”, “Breaking the Law”, “Love Bites”, “Locked In” e os já mais elaborados (mas ainda assim simples, pela proposta) “Painkiller” e “Touch of Evil”.

Nitidamente o Judas Priest foi um dos pioneiros do uso do vídeo clipe como forma de divulgação em bandas de metal (junto com Iron Maiden e outros), e a evolução é perceptível. É engraçado ver a banda em uma sala de musculação em “Don’t Go”, ou num cenário “estilo ZZ TOP” em “Heading Out to The Highway”. Mas ao mesmo tempo é sensacional ouvi-los tocando o cover de “Johnny B. Goode” (do mestre Chuck Berry). É totalmente previsível, mas ao mesmo tempo empolgante ver todos esses clipes.

Já a parte ao vivo é muito interessante, embora muitos já tenham em VHS o vídeo “Priest Live”. Um show da “Fuel For Life Tour”, com direito a: efeitos de palco, plataformas, laser e tudo mais que se tem direito. No repertório, vários clássicos como “Breaking the Law” (cuja versão ao vivo viraria um vídeo clipe”, “Desert Plains”, “The Sentinel”, e vários outros, intercalados com músicas de “Turbo” como “Out in the Cold”, “Private Property” e “Turbo Lover”. A banda estava afiadíssima e o gogó de Rob perfeito. Um showzaço, que mereceu um bom tratamento para o formato de DVD, assim como os clipes, tendo uma melhora no áudio e imagem.

Os extras são compostos por várias apresentações ao vivo da banda em programas da BBC, e vale a pena conferí-los em 1975 (com Rob trajando uma ridícula camisa violeta e com cabelos loiros compridos) cantando “Rocka Rolla” ou mesmo “Living After Midnight” em “playback”. Algumas surpresas como “Evening Star” e “United” (que a banda resgatou com Ripper para a turnê do cd “Demolition”) aparecem, dando um toque especial a esta parte.

“Electric Eye” traz tudo o que um bom caça níqueis deve conter para cair nas graças do público: muito material (cerca de 170 minutos), show completo, performances raras, e um bom apanhado do que a banda fez de 1975 a 1991. Junte a tudo isso um encarte de alto nível com comentários de Rob Halford e você terá a árdua tarefa de jogar fora ou vender seus VHS para ter em casa este belo petardo.

O único pecado é deixar para trás um cara que deu o sangue pelo Judas Priest, lançando 4 bons cd’s (2 de estúdio e 2 ao vivo) e um DVD oficial (“Live in London”): Mr. Ripper Owens. Alguma coisa dele poderia ser colocada, devido ao respeito que o mesmo merece, pois pegou uma tarefa difícil de substituir um vocalista consagrado e se manteve no posto por um bom tempo.

Fora isso, é um bom DVD. Vale conferir. Se você já é fã da banda, deve ter muita coisa que está imortalizada em “Electric Eye”.

Lançado em 2003 pela Sony Music.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MastodonMastodon
Dailor sofreu após Hinds dizer que Judas Priest não é metal

11 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores1481 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's456 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

Judas PriestJudas Priest
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

CensuraCensura
Ouvir Rock e Metal é porta de entrada para virar gay?

InspiraçãoInspiração
Bandas que adotaram títulos de músicas como nome

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"

Pearl JamPearl Jam
Banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desiste

Ratos de PorãoRatos de Porão
O elogio de João Gordo aos garotos do Restart

BehemothBehemoth
Nergal mitando em foto no Aeroporto de Guarulhos

5000 acessosÔôôôôeeee: Sílvio Santos aprova montagem com Steve Harris5000 acessosOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação5000 acessosElvis Presley: A filmografia do Rei do Rock5000 acessosIron Maiden: será que Lady Gaga é tão fã assim da banda?5000 acessosIron Maiden: conheça o responsável pelos teclados na banda5000 acessosGaragens dos Anos 60

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online