David Coverdale e a palavra "Love" - Parte I

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Roberto Unzelte
Enviar correções  |  Ver Acessos

Conheci o Whitesnake na época do Rock in Rio I, janeiro de 1985, quando houve a transmissão dos dois shows da banda pela Globo. Algumas semanas depois dos shows dos caras, o Fantástico fez a estréia e rede nacional do clip da "Slow An' Easy". Tinha ainda o comercial do cigarro Hollywood na época, em que Coverdale cantava acompanhado pela banda nacional Rádio Taxi. O legal era a abertura em que o Coverdale mandava ver com aquele vozeirão: "Aqui é David Coverdale, do Whitesnake. Isso é o sucesso...". A propaganda fechava com Coverdale detonando seu português no estilo Sting quando veio cantar com os índios da Amazônia: Hollywood cantado pelo backing vocals. E David Coverdale mandava ver a frase: "o chuchechou" - tradução: o sucesso).

Suzi Quatro: a importância da linda baixista para o rockGuitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocar

Leia nos links abaixo as outras partes desta matéria.

Cultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (2)Cultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (3)

Whitesnake: 10 músicas da banda que não trazem love na letraWhitesnake
10 músicas da banda que não trazem "love" na letra

Whitesnake: Coverdale explica porque adora Love nos títulosWhitesnake
Coverdale explica porque adora "Love" nos títulos


Como tudo que a Globo põe a mão, a onda roqueira foi passando e apenas os mais fiéis continuaram interessados pelos ídolos daquele tempo. E este é o meu caso. Peço desculpas aos leitores por esta minha breve introdução de como comecei a ouvir o Whitesnake e o próprio Coverdale. Só que desde o começo algo nas letras me intrigava: porque ele usava tantas vezes a palavra "LOVE". Incentivado com a possibilidade de escrever um texto para o Whiplash, decidi resolver este dilema que me tirava o sono...

Para que meus números sejam exatos, criei algumas regrinhas básicas:

1) Considerei apenas o período em que David Coverdale foi líder de suas bandas, ou seja, Whitesnake, Coverdale e Page e carreira solo (inclusive "The Last Note of Freedom", de Billy Idol). Portanto, sua passage pelo Deep Purple está excluída (julgo que a banda já tinha uma carreira consolidada quando Coverdale entrou. Sei que o "Come Taste The Band" é totalmente influenciado pelo vocalista, por Glenn Hughes e por Tommy Bolin, em que abusaram do tema e da palavra "LOVE", porém mantenho esta regra;

2) Foram consideradas as palavras "LOVE" e seus derivados "LOVING", "LOVER" e "LOVED". As palavras não precisam ter necessariamente uma conotação romântica, como por exemplo na "Walking In The Shadows Of Blues", em que a frase é "I Love The Blues"... Não importa a quantidade de vezes que as palavras sejam repetidas na mesma música, pois será considerada apenas uma vez, através do nome da música;

3) As regravações e versões ao vivo não foram consideradas, consequentemente as músicas da fase do Deep Purple voltaram a ser ignoradas;

4) Logicamente não foram consideradas as músicas instrumentais;

5) Não foram consideradas participações em projetos paralelos como convidado.

Foram analisadas então as letras de 131 músicas.

Para minha surpresa, em "apenas" 92 delas há a palavra "LOVE" e seus derivados, ou seja, em cerca de 70% da obra.

Há ainda 23 músicas que contam com a palavra "LOVE" e seus derivados no título (17,55% do total e 25% das músicas que tenham a palavra LOVE). Algumas destas músicas são verdadeiros clássicos, como "Lovehunter", "Guilty of Love", "Love Ain't No Stranger", "Give Me All Your Love", entre muitos outros.

Porém, engana-se quem pensa que a fase "amorosa" de Coverdale é proveniente de sua fase mais acessível (leia-se baba ou comercial para os menos radicais). A prova disto só foi possível através da análise individual dos álbuns:

Em "Whitesnake" (primeiro disco solo de Coverdale), das 9 músicas, há a palavra amor e seus derivados em 5;

Em "Northwinds" (segundo disco solo de Coverdale), das 8, há a citação em 6;

Em "Snakebite" (primeiro disco do Whitesnake), nas 4 músicas inéditas há citações;

Em "Trouble" (Whitesnake), das 8, só "Day Tripper" (que é dos Beatles) não há citação;

Em "Lovehunter" (Whitesnake), das 10, há a citação em 6;

Em "Ready and Willing" (Whitesnake), das 8, há a citação em 6;

Em "Come an Get it" (Whitesnake): das 10, há citação em 9;

Em "Saints and Sinners" (Whitesnake): das 10, há citação em 5;

Em "Slide it In" (Whitesnake): das 10, há citação em 9;

Em "1987" (Whitesnake): das 7 inéditas, há citação em 6;

Em "Slip of the Tongue" (Whitesnake): das 9, há citação em 5;

Em "Coverdale e Page" (Coverdale e Page): das 11, há a citação em 7;

Em "Greatest Hits" (Whitesnake): nas 3 músicas inéditas há citações;

Em "Restless Heart" (versão do Japão) (David Coverdale e Whitesnake): das 13, há citação em 6;

Em "Into the Light" (David Coverdale): das 10, há citação em 7;

A música "Last Note of Freedom" em que Coverdale canta para a trilha sonora do filme "Dias de Trovão" também tem a citação.

Espero que a partir destes números, tenha resolvido uma questão relevante para muitos fãs de Whitesnake e do rock em geral. Porém, sei que a utilidade destes dados é bastante discutível, mas não faz mal para ninguém, assim como o amor, as músicas de David Coverdale e um pouco de cultura inútil.

Deixo aqui autorizada a utilização dos dados aqui expostos em rodas de amigos, conversas para passar o tempo enquanto se espera o início de shows, papo de boteco e outros afins...


Paulo Roberto Unzelte (punzelte@hotmail.com) tem 35 anos e é jornalista. Começou a curtir rock pesado na primeira metade da década de 80, graças aos raros vídeos que passavam na TV Cultura e Gazeta. Após o Rock in Rio I (sim, sou da geração metaleira), tudo ficou mais fácil. Foi quando realmente comecei a consumir fitas cassetes, LPS e posteriormente CDS. Bandas preferidas: Deep Purple, Whitesnake, Rainbow, Metallica (antigo), Black Sabbath, Savatage, Iron Maiden, Slayer, entre muitas outras...

Comente: Existe banda mais fissurada na palavra Love?


David Coverdale - A estranha relação dele com a palavra "Love"

Cultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (2)

Cultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (3)

Whitesnake: 10 músicas da banda que não trazem love na letraWhitesnake
10 músicas da banda que não trazem "love" na letra

Whitesnake: Coverdale explica porque adora Love nos títulosWhitesnake
Coverdale explica porque adora "Love" nos títulos

Todas as matérias sobre "David Coverdale - A estranha relação dele com a palavra "Love""




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "David Coverdale - A estranha relação dele com a palavra "Love""Todas as matérias sobre "David Coverdale"Todas as matérias sobre "Whitesnake"


Suzi Quatro: a importância da linda baixista para o rockSuzi Quatro
A importância da linda baixista para o rock

Guitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocarGuitarras
As 15 músicas mais complicadas para tocar

História do rock: Sexo bizarro, drogas, mortes e outros boatosHistória do rock
Sexo bizarro, drogas, mortes e outros boatos

Slayer: Não sei improvisar, diz Kerry KingSlayer
"Não sei improvisar", diz Kerry King

R.E.M.: banda é dona da faixa que mais faz o homem chorarR.E.M.
Banda é dona da faixa que mais faz o homem chorar

Iron Maiden: mandando a real sobre a banda (vídeo)Iron Maiden
Mandando a real sobre a banda (vídeo)

Antes da banda: Existia um Pink como também existia um FloydAntes da banda
Existia um Pink como também existia um Floyd


Sobre Paulo Roberto Unzelte

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Paulo Roberto Unzelte no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336