Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemIggor Cavalera manda ver em "Dead Embryonic Cells" ao vivo; confira drumcam

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemTobias Forge, do Ghost, diz que ABBA deveria receber um Prêmio Nobel

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil


Resenha - ReliXIV - Overkill

Por Clóvis Eduardo
Em 22/02/05

Nota: 10

Aos amantes do bom Thrash metal, o comunicado: o ano de 2005 já tem eleito o melhor lançamento de metal americano. Para deixar na saudade Tempo of the Damned do Exodus e First Strike Still Deadly (cd de músicas antigas reeditadas) do Testament, O Overkill (aquele, que vinha para o Masters Open Air, lembra?) lança ReliXIV. E poucas palavras são úteis para dissertar sobre este álbum. Doeu na alma ter cancelado a visita dos caras no Brasil, se bem que este cd tem ajudado a recuperar algumas feridas.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Ser thrasher hoje e nos anos 80 não é a mesma coisa. Percebe-se pelo modo de vestir-se, pelo jeito de portar-se em shows e pelo espírito de composição dos músicos. Algumas bandas mudaram muito como o Metallica, por exemplo, outras não. No Caso do Overkill, a situação é mais conservadora e honesta. O Som é fidedigno ao que encontramos em pérolas como no "vinilsão" Taking Over, que de tão valioso, nem gosto de tocar muito nele. Claro que não temos a qualidade sonora da época, mas ouvir Overkill hoje e há 15 anos atrás não mudou muito não. E isso é ruim? Pelo contrário, é maravilhoso.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Como muitas bandas por aí, o troca-troca de formação é uma conseqüência. Hoje tendo o louco vocalista Bobby Blitz Ellsworth, os guitarristas Dave Linsk e Derek Tailer, o baixista D. D. Verni e o gordo baterista Tim Mallare a formação do Overkill estabilizou-se com o tempo e adquiriu uma experiência fantástica. Bobby grita feito um maluco, não muito ao contrário do restante da banda no respectivo instrumento. Os baixos de Verni são sempre uma atração pelo corpo estilizado. Fato visto no primeiro dvd da banda, "Wrecking Everything Live". Um registro primoroso que vale a pena ser conferido.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Mas o destaque mesmo, é ReliXIV (nome que trás a lembrança do número de cds já lançados em 20 anos de banda), com músicas tão boas quanto em Killbox 13. Quem espera bons riffs, solos cortantes, bateria insana e o vocal inspirado, pode começar a se preparar, pois a coisa está fenomenal. Da introdução Within Your Eyes até a última Old School, todas as músicas mereceriam uma menção, pelo poder e encaixe perfeito. Quem conhece o Overkill pode ficar sossegado. O cd vai passar meses dentro dos aparelhos de som. Afinal, criatividade e energia é com eles mesmos.

Bats In The Belfry, Keeper, Loaded Rack e The Mark são músicas impressionantes. Com cadência, feeling e muita raiva. Para certificar-se de que o trabalho realmente ficou impressionante, ouça A Pound Of Flesh. É impossível ficar parado ao ouvir esta música. E já que ano passado eles não vieram para o Brasil, fica a opção esta turnê, garantia de bons momentos aos ouvidos.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

E nos resta esperar pelo lançamento no país. Este cd demonstra toda a força ainda viva na cabeça de cada um do quinteto. Para quem ainda espera o cd chegar nas lojas, uma dica é correr atrás de Speed Kill Hate, um projeto paralelo de Linsk na guitarra, Mallare na bateria e Tailer de lambuja no baixo. Um projeto mais voltado ao "old School", mas que não perde em nada ao estilo atual da banda. Porém não esqueça que ReliXIV estará logo aí, e que melhor do que projetos paralelos, é ter o Overkill ainda na atividade.

Spitfire Records


Outras resenhas de ReliXIV - Overkill

Resenha - ReliXIV - Overkill

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


2000 a 2002: 10 shows/turnês pouco comentados


Death Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo.