Resenha - Human Equation - Ayreon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Neste início de 2005 está chegando o sexto álbum do projeto Ayreon, do músico holandês, de mão cheia (e de bom gosto também) Arjen Anthony Lucassen. Duvido que exista alguém que nunca tenha ouvido falar neste projeto, que funciona como uma ópera-metal, sempre uma história conceitual, apresentando diversos personagens - que tomam a forma nas vozes dos vocalistas escolhidos por Arjen para participar em suas composições. O projeto já teve grandes participações; o maior nome de que eu lembro foi Bruce Dickinson, nos primeiros discos. Agora, com uma "carreira" já consolidada, o Ayreon traz como artista principal James LaBrie (Dream Theater), ao lado de um número expressivo de outros cantores, como Mikael Akerfeldt (Opeth), Irene Jansen (irmã de Floor Jansen, do After Forever), Eric Clayton (Saviour Machine), Mike Baker (Shadow Gallery), Buddy Lackey (Psychotic Waltz), Devin Townsend (Strapping Young Lad), Heather Findlay (Mostly Autumn), Marcela Bovio (Elfonia) e Magnus Ekwall (The Quill).

Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Quanto ao trabalho instrumental, Arjen Lucassen assina todas as guitarras, baixo, teclado, e outros instrumentos. Além destas funções, Arjen também participa como vocalista, interpretando o melhor amigo do personagem principal (James LaBrie) - que para quem não sabe, no enredo, está hospitalizado em coma. Ainda falando um pouco da história: ela acontece dentro da mente de James LaBrie, que como dito anteriormente, está em coma. Seus pensamentos o levam para um mundo estranho, em que é possível vivenciar todas as suas emoções e experiências passadas. Cada faixa, em especial, representa um dia "revivido" e "revisado"...

Falando propriamente do disco: ele abre com "Vigil", faixa que conta com Arjen Lucassen e Marcela Bovio, da banda mexicana Elfonia. Esta é apenas uma introdução, mas apresenta um interessante nome entre vocalistas do sexo feminino, pouco conhecido não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro. "Isolation" é então o primeiro petardo deste "The Human Equation", uma composição longa e indiscutivelmente progressiva. Destaque para a maestria de James LaBrie, a presença de "peso" de Mikael Akerfeldt e ainda a doce voz de Heather Findlay. "Pain" é uma canção obscura, mais dialogada, seguida por "Mystery", outra faixa introdutória. "Voices", a composição seguinte é marcada pelo dueto sensacional entre James LaBrie e Irene Jansen, caindo em uma balada, "Childhood". Fechando este primeiro CD, "Hope", com Arjen cantando na sua quase totalidade - uma composição mais curta e melódica, um pouco oposta a "Love", mais atmosférica, cadenciada e emotiva. Está aí, o primeiro CD deste álbum duplo.

O segundo disco abre realmente com dois petardos. "Trauma", que coloca em evidência todas as angústias de nosso personagem principal acaba apresentando como grande destaque a voz gutural de Mikael Akerfeldt, que já faz isso no Opeth. Nesta mesma linha de peso, porém sem tanto extremismo está "Pride", onde James LaBrie põe muita agressividade em sua interpretação. Já "Betrayal" é mais melancólica e arrastada... "Loser", a composição seguinte poderá surpreender muitos. Com grandes traços da música folk, muito peso e vocais extremos de Devin Townsend fazem desta faixa um dos pontos de destaque neste CD dois. Há com certeza vários outros destaques, como a progressiva e quase instrumental "Realization", mas cada música é imensamente importante para o contexto da obra, que acaba desvendando mistérios, relatando traições, suspeitas, medos e com desfechos inesperados.

Um grande material, sim. Grandes composições, sim, mas não todas, infelizmente. Heavy metal agressivo, rock progressivo viajante e muitas emoções traduzidas por linhas musicais. Um grande projeto, uma mente brilhante e um DVD de bônus para quem adquiri-lo em sua versão nacional, lançada pela Hellion Records.

Track-list:

CD 1:

01. Day One: Vigil
02. Day Two: Isolation
03. Day Three: Pain
04. Day Four: Mystery
05. Day Five: Voices
06. Day Six: Childhood
07. Day Seven: Hope
08. Day Eight: School
09. Day Nine: Playground
10. Day Ten: Memories
11. Day Eleven: Love

CD 2:

01. Day Twelve: Trauma
02. Day Thirteen: Sign
03. Day Fourteen: Pride
04. Day Fifteen: Betrayal
05. Day Sixteen: Loser
06. Day Seventeen: Accident
07. Day Eighteen: Realization
08. Day Nineteen: Disclosure
09. Day Twenty: Confrotation


Outras resenhas de Human Equation - Ayreon

Resenha - Human Equation - Ayreon




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ayreon"


Gigantes do Rock e Metal: alguns músicos muito, muito altosGigantes do Rock e Metal
Alguns músicos muito, muito altos

Top 10: Álbuns conceituaisTop 10
Álbuns conceituais


Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasHeavy Metal
Diagrama explica a origem dos nomes de bandas

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock

Autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich NietzscheAutores que inspiraram o Heavy Metal
Friedrich Nietzsche

Heavy Metal: 25 bandas que fizeram o gênero ser o que éHeavy Metal
25 bandas que fizeram o gênero ser o que é

Piano: covers viscerais de Motorhead, Nirvana, Guns e maisPiano
Covers viscerais de Motorhead, Nirvana, Guns e mais

Beatles: montagem mostra como 2016 foi um ano duro para a músicaBeatles
Montagem mostra como 2016 foi um ano duro para a música


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336