Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemHalford relembra o dia que caiu em pegadinha armada por Tony Iommi e Geezer Butler


Airbourne 2022

Resenha - Saga of the Wanderer Part I: Feelings - Chimaera

Por Paulo Finatto Jr.
Em 11/12/04

Nota: 8

Nossa! Nunca uma banda do underground nacional, em destaque do cenário gaúcho, havia investido tanto em um CD independente, para torná-lo tão especial como a Chimaera fez com o seu ‘debut’, "Saga of the Wanderer Part I: Feelings". A banda realmente investiu "tempo" ($$$) e muitos neurônios para efetivar este lançamento conceitual de forma tão majestosa e perfeitamente concebida. "Feelings" é dividido em 26 faixas, porém para dez composições na realidade. Toda música apresenta uma introdução para encaixá-la na estória, com narrações, orquestrações, etc. A primeira impressão de quem pega este CD em mãos é pensar que estamos diante de mais um nome internacional dentro do metal progressivo...

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Metal progressivo é o que a Chimaera executa sim, pelos músicos Thiago Pimentel (vocal), Raul Dressler (guitarra), Rodrigo Serafini (baixo), César Lopes (teclado) e Mateus Borges (bateria). A banda novata (digo isto porque este é o primeiro lançamento oficial deles) possui qualidades, é verdade, mas ao meu ver também muitos pontos que merecem ser mais trabalhados para fazer um trabalho perfeito. Instrumentalmente falando, a banda está de parabéns, para mim nada precisa ser mudado, porém eu acredito que o vocalista deve ter maiores cuidados na gravação de suas partes em estúdio. O cara varia sua voz entre algo mais limpo e rasgado (diria agressivo), mas fica saliente que com a sua voz mais limpa suas qualidades são mais aparentes, ao contrário do seu outro estilo, um pouco comprometedor para uma boa ‘performance’. E eu também acredito, que para o estilo que a banda propõe a apresentar, uma produção mais limpa e cristalina se encaixe melhor, mesmo com todas as qualidades de uma produção mais crua, que acaba esta por evidenciar o trabalho instrumental da banda, "no braço".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Quanto às músicas, há faixas bem interessantes, interessantes mesmo, mas algumas delas podiam ser mais elaboradas, com mais criatividade nas partes de guitarra e no andamento (maiores variações de ritmo acho que se encaixaram legal na proposta da Chimaera). "The Dreamsower", a primeira composição é uma destas bem interessantes, trazendo uma áurea à Tuatha de Dannan no seu início e desembocando em um heavy metal de nível. Outra faixa interessante é "Tortuous Loneliness", assim como a mais calma (e muito bonita) "Rose for Thorns". Estas, aliadas a outra interessante ("Vengeful Angel") e juntamente com a épica "The Book of Radames Suite" (e ponto mais alto do material por sinal, por todas suas variações) fazem os momentos mais destacáveis desta primeira parte da "Saga of the Wanderer".

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Um pouco mais de experiência e uma dose de esforço fará, certamente, do Chimaera um nome de destaque dentro do cenário gaúcho. Este CD mostra isso, e se a banda evoluir mesmo, com certeza um espaço no mercado brasileiro eles poderão adquirir.

Site oficial: www.chimaera.com.br

Line-up:
Thiago Pimentel (vocal);
Raul Dressler (guitarra);
Rodrigo Serafini (baixo);
César Lopes (teclado);
Mateus Borges (bateria).

Track-list:
01. Intro – The Dreamsower
02. The Dreamsower
03. Intro – Morning Shade
04. Morning Shade
05. Intro – Tortuous Loneliness
06. Tortuous Loneliness
07. Intro – Wrinkles of the Oak
08. Wrinkles of the Oak
09. Intro – Rose for Thorns
10. Rose for Thorns
11. Intro – Scars Unseen
12. Scars Unseen
13. Intro – Essence of Darkness
14. Essence of Darkness
15. Intro – Vengeful Angel
16. Vengeful Angel
17. Intro – Ridden by the Storm
18. Riddden by the Storm
19. Intro – The Book of Radames Suite
20. Movement I – The Revelation
21. Movement II – The Creation
22. Movement III – The Work
23. Movement IV – The Love e the Hatred (The Conflict)
24. Movement V – Radames’ Betrayal
25. Movement VI – The Ressurection (The End)
26. Movement VII – The Friendship

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..