Resenha - Los Poetas han Muerto - Avalanch

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar Correções  

9


Depois de aparecer algumas bandas pelo mundo que investem em letras em espanhol, tornando isto algo até um pouco comum, a Hellion Records está soltando mais uma grande banda que faz algo neste gênero: os espanhóis do Avalanch. A banda formada por Ramón Lage (vocal), Alberto Rionda (guitarra), Daniel Leon (guitarra), Francisco Fidalgo (baixo), Roberto Junquera (teclado) e Marco Alvarez (bateria) conseguiram fazer de "Los Poetas han Muerto" um disco muito bem produzido e executado – detalhes que são dados a seguir.

publicidade

Eu acredito que para se fazer um trabalho dentro do metal em uma língua diferente do inglês deve-se realmente bolar algo bem pensado e que se encaixe muito bem quanto ao instrumental e linhas de voz. E quanto a isso o Avalanch tem bastante experiência, desde 1997 a banda já lançou cinco discos – tempo suficiente para a banda pegar o "jeito" de se fazer metal em espanhol e caprichar legal na sua execução. E isto realmente acontece, o vocalista Ramón Lage possui uma voz bem forte para o estilo, que lembrará um pouco Russell Allen (Symphony X), aos conhecidos do assunto. Diferente de algumas bandas de prog. que utilizam apenas um guitarrista, o Avalanch com dois neste posto consegue imprimir uma quantidade bem satisfatória de peso em suas músicas que de certo agradará todos amantes de bons riffs. E como se não fosse suficiente, mesmo sem salientar muito; baixo, bateria e teclado fazem um trabalho impecável e bem límpido.

publicidade

Com o CD rolando ele abre com a quase heavy tradicional "Lucero", que ao meu ver é uma composição sem grande méritos dentro do disco. A seguinte, "Cien Veces" merece destaque, com muito progressivo no seu andamento, ela também mostra um peso diferenciado e bonitas harmonias de teclado e voz. "Niño" é uma música muito boa, que intercala momentos hard rock com algumas passagens mais cadenciadas e ainda com outras de muita melodia e peso. A ‘performance’ do vocalista Ramón Lage aqui faz a diferença. "Jamás" segue por uma veia mais melódica, "Alborada" é uma bonita e curta balada acústica. As músicas cadenciadas continuam, como em "El Viejo Torreón", que mesmo possuindo peso tem um clima mais arrastado, e diga-se de passagem, um bonito refrão. "Del Cielo a la Tierra" é outra música destacável, com muito peso, algumas "viagens" progressivas e um refrão com André Matos (Shaman) cantando em espanhol... Depois da tradicional "Los Poetas han Muerto" com um refrão também bem bonito, a épica "Madre Tierra" merece destaque, novamente trazendo Andre Matos no refrão. Esta é a primeira e única música que lembra um pouco o trabalho do Dream Theater – sinal que a banda soube colocar em todas as composições suas próprias influências sem tentar copiar ninguém. Fechando o material outra balada, "Ecos de Vida".

publicidade

Posso dizer que o "Los Poetas han Muerto" é um trabalho surpreendente, a banda Avalanch conseguiu fazer algo mais satisfatório do que eu pensei que eles conseguiriam fazer em um mercado já bem saturado que é o de metal progressivo. Parabéns ao conjunto, e pela bela repercussão que a banda está tendo aqui no Brasil, acredito que um futuro lançamento deles também sairá por aqui via Hellion Records. Assim espero.

publicidade

Site oficial: www.avalanch.net

Line-up:
Ramón Lage (vocal);
Alberto Rionda (guitarra);
Daniel Leon (guitarra);
Francisco Fidalgo (baixo);
Roberto Junquera (teclado);
Marco Alvarez (bateria).

Track-list:
01. Lucero
02. Cien Veces
03. Niño
04. Jamás
05. Alborada
06. El Viejo Torreón
07. Del Cielo a la Tierra
08. Los Poetas han Muerto
09. Madre Tierra
10. Ecos de Vida

Material cedido por:
Hellion Records –www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo (SP). CEP: 01041-900.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metromix: a lista dos vocalistas mais irritantes do rockMetromix
A lista dos vocalistas mais irritantes do rock

Creed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling StoneCreed
Nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin