Resenha - Loud And Clear - Smeer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 5


Não tão pesados quanto Godsmack, e menos pop que o Nickelback. Nestas mediações o Smeer se situa. Há uma coisa, porém, que os diferencia de suas referências mencionadas: distantes da competência de qualquer uma delas no que fazem, tocando seus estilos.

Metalcore: os dez trabalhos essenciais do estiloReb Beach: "Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bosta"

Seria excelente poder curtir o som destes canadenses como acontece com boa parte dos trabalhos do Disturbed, por exemplo, ou talvez do Staind. Não é possível. Adoraria também odiar estar curtindo melodias pegajosas vocais e guitarras soando bem como às vezes ocorre com o Nickelbeck. Igualmente encontro uma barreira aqui.

Posso dizer que realmente gosto de apenas duas coisas neste álbum: uma 'ponte' na música "Afraid" e a produção, bem moderna, mas novamente não ao nível de todos os conjuntos sobreditos. No mais, é aquele disco que você ouve, vê que há umas forçadas de barra para rádios, deixa quieto, e no final diz: "É, legal, quem sabe um dia."

Site Oficial - http://www.smeer.com

Ryan Leclair (Vocais)
Deny Boucher (Guitarras - Backing Vocals)
Bryan Coute (Baixo - Violões)
Nial Mellors (Bateria)

Material cedido por:
Lion Music - http://www.lionmusic.com
Box 19 Godby 22 411
Aland FINLAND
Email: info@lionmusic.com
Fax - 35818 41551



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Smeer"


Metalcore: os dez trabalhos essenciais do estiloMetalcore
Os dez trabalhos essenciais do estilo

Reb Beach: Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bostaReb Beach
"Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bosta"


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.