Matérias Mais Lidas

Sepultura: Iggor explica como criou bateria de Refuse/Resist, unindo metal e sambaSepultura
Iggor explica como criou bateria de "Refuse/Resist", unindo metal e samba

Yngwie Malmsteen: guitarrista anuncia novo álbum Parabellum e libera single; ouçaYngwie Malmsteen
Guitarrista anuncia novo álbum "Parabellum" e libera single; ouça

Loudwire: o pior álbum de 25 grandes bandas de rock e heavy metal, por Joe DivitaLoudwire
O pior álbum de 25 grandes bandas de rock e heavy metal, por Joe Divita

Ozzy Osbourne: Clufetos diz que não foi fácil deixar Rob Zombie para tocar com o MadmanOzzy Osbourne
Clufetos diz que não foi fácil deixar Rob Zombie para tocar com o Madman

Dragonforce: cena metal nega a existência do racismo, segundo Herman LiDragonforce
Cena metal nega a existência do racismo, segundo Herman Li

Slipknot: o que Clown pensa sobre os Beatles?Slipknot
O que Clown pensa sobre os Beatles?

Alice In Chains: para Nancy Wilson era óbvio que Layne perderia a luta contra as drogasAlice In Chains
Para Nancy Wilson era óbvio que Layne perderia a luta contra as drogas

Iron Maiden: por que Paul Di'Anno adotava visual tão diferente de outros do metalIron Maiden
Por que Paul Di'Anno adotava visual tão diferente de outros do metal

Pensilvânia: do rock and roll ao death metal, 10 grandes bandas que surgiram no estadoPensilvânia
Do rock and roll ao death metal, 10 grandes bandas que surgiram no estado

Alter Bridge: a postura de Eddie Van Halen ao ir a show da banda, segundo MylesAlter Bridge
A postura de Eddie Van Halen ao ir a show da banda, segundo Myles

Anthrax: Scott Ian diz que ficou louco de ciúmes quando ouviu Metallica a primeira vezAnthrax
Scott Ian diz que ficou "louco de ciúmes" quando ouviu Metallica a primeira vez

Cannibal Corpse: Corpsegrinder diz qual é o vocalista que mais o influenciouCannibal Corpse
Corpsegrinder diz qual é o vocalista que mais o influenciou

Bruce Dickinson: novo filme sobre o show de 1994 durante a guerra em SarajevoBruce Dickinson
Novo filme sobre o show de 1994 durante a guerra em Sarajevo

K.K. Downing: O verdadeiro Priest está dentro de mimK.K. Downing
"O verdadeiro Priest está dentro de mim"

Raimundos: Canisso reforça que Digão surtou pois chama até João Gordo de pela sacoRaimundos
Canisso reforça que Digão surtou pois "chama até João Gordo de pela saco"


Korzus
Edu Falaschi - Vera Cruz
Pentral

Resenha - In Defiance of Existence - Old Man's Child

Por Bruno Coelho
Em 24/03/04

Já quase três anos após o lançamento do absurdamente aclamado (pelo menos no exterior) e bem sucedido Revelation 666 - The Curse of Damnation, no começo de 2000, foi lançado este outro deleite audio/sado-masoquista desta que é uma das principais expoentes do Black Metal Sinfônico escandinavo. Ainda assim, uma vez que você sentir as notas demoníacas e blasfemas do quinto álbum do Old Man´s Child, In Defiance of Existence, você concordará que muitas delas justificam a espera. Que capa!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Neste meio tempo, Galder (o cabeça da banda) manteve-se ocupado com as guitarras daquela que é considerada uma banda-irmã do Old Man´s Child, o Dimmu Borgir, que o cantratou após o lançamento do Revelation 666. Impressionados com sua qualidade técnica e de compositor, o Dimmu Borgir efetivou-o durante sua turnê mundial e foi nessa tour que Galder conheceu a máquina de rufar Nicholas Barker (Dimmu Borgir, Lock-up, ex- Cradle of Filth... só pra mencionar algumas). Os dois trabalharam tão bem juntos que Nicholas concordou em tornar-se parte do Old Man´s Child, uma banda que naquele ponto já estava saturada de procurar bateristas capazes de tocar suas músicas estupidamente velozes e ainda assim ter o groove nescessário. Que capa!

Sendo um grande amigo de Galder, Jardar juntou-se à banda novamente para realizar este álbum. Com a banda reformada, os três gravaram e produziram este álbum no já mais que conhecido Studio Fredman (por onde In Flames, Arch Enemy, At the Gates e Dimmu Borgir já haviam passado) obtendo um álbum técnicamente perfeito. Vou repetir isso porque alguém pode achar que é brincadeira e que até hoje as bandas de Death ou Black só gravam em estúdios toscos e não alcançam sonoridade melhor do que a de um vinil da década de 40: perfeita gravação e produção, absurdamente perfeita mesmo é a mixagem... que diabos é isso? Tudo claro, nítido e afiado como uma lâmina de barbear. Sim, vamos seguir em frente com o tom profissional previamente adotado... Que capa!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Este novo trabalho que transpira e exala Black Metal Sinfônico, com doses de brutalidade acentuadas ao nível da extrema estupidez deliberada, foi produzido pelo próprio Galder e mixado pelo já renomado Frederik Nordstrom (como disse antes, perfeita mixagem proporcionando espessura e profundidade a todos instrumentos). Gus G, guitarrista do Dream Evil e do Firewind, ainda adiciona solos em "Felonies of The Christian Art" e "Life Deprived" para completar o impacto desta obra de sangue e fúria. Que capa!

Resumo da ópera:

1 - Gosta de Dimmu Borgir? Então já tem esse disco. Não tem??? Compra! Não gostou? Então não gosta de Dimmu porra nenhuma!

2 - Que capa linda!

3 - Perfeito? Não é não... mas dá pra passar uma
semana sem tirar do cd player tranquilamente.

4 - Que capa fudida!

5 - Falhas? Bom... se levarmos em consideração que o careca Galder canta, toca guitarra, violão, baixo e teclados no álbum alguma coisa tinha que sair meio prejudicada. Os teclados não possuem a aura brilhante da bateria e da guitarra. O baixo a gente não comenta porque é só base, nada de estripulias, simplesmente coerente e competente.

6 - CARALHO! Que capa louca!

7 - Destaque absoluto para as duas faixas já citadas e a ABSURDA The Underworld Domains - forte candidata ao título de melhor obra brutal-sinfônica da história. AH! Quase esqueço: Destaque também para a capa do australiano Shannon Hourigan!

8 - Que capa! Que capa! Que capa!

Grande disco! Grande... capa!

Nota: 9,0 pro disco e 10,0 pra capa!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


MOPD
Arte Musical
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Bruno Coelho

Bruno Coelho é Arquiteto, escritor, poeta, produtor de eventos, pai, tradutor, intérprete e professor de inglês. Morou em cinco capitais brasileiras e hoje dedica-se ao árduo labor de organizar eventos na capital maranhense de São Luís. Fã do Dream Theater, Tool, Symphony X, Pain of Salvation e Evergrey, encontra espaço pra novas bandas e vertentes sempre.

Mais matérias de Bruno Coelho no Whiplash.Net.