Resenha - Electric Joe Satriani - An Anthology - Joe Satriani

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo
Enviar correções  |  Ver Acessos


Você deve estar se perguntando como uma coletânea que ainda nem saiu já pode ter uma resenha, não é? Pois é que eu, como fã inveterado de Mr. Satch e possuidor de todo seu brilhante trabalho ao longo dos anos, constatei que essa nova coletânea de um dos melhores guitarristas da atualidade é um tipo de "Joe Satriani for dummies", ou seja, algo para alguém que nunca na vida nem ouviu falar do trabalho desse mestre (com exceção da faixa bonus japonesa do seu último trabalho e da faixa inédita).

Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritasNoisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metal

Trata-se de uma coletânea double CD, em que Joe ilustra de forma clara e direta simplesmente o melhor de sua carreira. Cheguei também a outra conclusão: por mais que Mr. Satch junte músicas de seu vasto repertório, sempre vai faltar alguma coisa! mas vamos ao review...

O disco 1 já abre mandando quatro excelentes músicas de um dos trabalhos mais clássicos e conhecidos de Joe, "Surfing With The Alien", que são a ótima "Surfing With The Alien", a excelente e dançante "Satch Boogie" um dos muitos clássicos de Joe, a belíssima "Always With Me, Always With You", onde Joe dá uma aula de feeling e a porrada "Crushing Day"

A coletânea segue com outro de seus discos clássicos: "Flying In A Blue Dream". Joe aqui caprichou na seleção, mas como eu disse antes, sempre vai faltar coisa (como "The Phone Call", "Can't Slow Down", "Back To Shalla-Bal" e "Ride"), porém, temos aqui, nada mais do que a nata do disco, como a bela, clássica e viajante "Flying In A Blue Dream", a ótima e cheia de groove "The Mystical Potato Head Groove Thing", a bonita "I Believe" e "Big Bad Moon", mais um de seus super clássicos.

A seguir, o (na minha opinião) melhor disco de Mr. Satch de todos os tempos, e seu maior clássico, "The Extremist", Satch traz realmente faixas clássicas desse trabalho de sua carreira, como a maravilhosa "Friends", a heavy e bluesy "The Extremist", "Summer Song", o maior de todos os clássicos de sua carreira, obrigatória em qualquer show de Satch, resumindo, hino de Satch, e a boa e funkeada "Why". Mais uma vez faltou coisa, "Cryin'", "Motorcycle Driver", "New Blues", eu até arriscaria a dizer, O DISCO TODO, de tão bom que é! Não tem jeito, sempre vai faltar!

A seguir, temos a ótima "Time Machine", de seu disco "Time Machine", que é o disco de demos que Satch fez antes de gravar seu debut. Senti falta de ótimas músicas desse disco também, como a interessante "Thinking Of You" e a boa "Crazy", mas já está de bom tamanho, para um disco não tão contemplado de Satch, porém igualmente bom. Chega-se ao final do disco 1 com "Cool #9", que como o próprio nome já diz, é bem legal, além de ser outro de seus grandes clássicos, e "Down, Down, Down", sinceramente, eu não sei o que deu dentro da careca de Satch de colocar essa música, quando poderia ter entrado outras ótimas como "S.M.F.", "Look My way" ou "Slow Down Blues". Porém, ela não deixa de ter uma certa introspecção e ser interessante, mas tem outras muito melhores.

Mudamos para o disco 2, e ele já abre com a ótima e clássica "The Crush Of Love", do EP "Dreaming #11". A seguir, sons do disco que marca o fim da era "cabeluda" de Satch (que na verdade já começa no famoso "G3 Live In Concert"), pois lá está ele na capa de "Cristal Planet", imponente, mas sem cabelo! Não me pergunte porque! Enfim, lá estão mais clássicos de Joe, como a vibrante "Ceremony", a ótima "Crystal Planet", a excelente "Raspberry Jam Delta-V" com sua intro matadora e a maravilhosa "Love Thing", com mais um show de feeling de Joe!

A seguir, quem não conhece Joe, vai se deparar com algo estranho! Já vou adiantando: não é o mesmo rock vibrante que Joe vem fazendo ao longo dos anos, caro leitor! Estamos falando de um dos discos mais criticados de sua carreira, o "Engines Of Creation", que apesar de conter boas composições de Satch, vai para um lado mais techno industrial, com batidas características. As músicas aqui presentes desse disco ilustram muito bem o que você vai achar nele, como a funkeada e dançante "Borg Sex", porém com aquela batida eletrônica, característica de danceteria, e que fica mil vezes melhor ao vivo, como no "Live In São Francisco", a bonita "Until We Say Goodbye" a única que foge ao experimento techno rock do disco, porém tendo o mesmo clima, a boa "Devil's Slide", outra que fica bem melhor ao vivo e a interessante "Clouds Race Across The Sky", uma música mais viajante, apesar da batida eletrônica.

Graças ao bom Deus, Mr. Satch viu que não servia como DJ ou clubber (diferente de Jeff Beck, que parece ter gostado da coisa), e lançou um excelente disco para se redimir, o ótimo "Strange Beautiful Music". Aqui na coletânea, novamente faltou coisa, como "Oriental Melody", "Chords Of Life" e "Mountain Song, porém, temos duas ótimas canções dele que ilustram bem esse último lançamento inédito, como a belíssima "Starry Night" e a ótima e vibrante "Mind Storm", que resgata Joe do jeito que ele é e como queremos que ele seja! A seguir, temos duas faixas "quase" inéditas: a vibrante "Slick", que deu para todos verem um pedaço na internet, e ela mostrou-se ser muito legal, com um riff muito legal, e a boa "The Eight Steps", que não é bem inédita! Simplesmente é a faixa bonus da versão japonesa de "Strange Beautiful Music".

A coletânea termina com duas ótimas faixas do Debut de Mr. Satch, entitulado "Not Of This Earth", a interessante "Not Of This Earth" e a bonita "Rubina". Realmente, uma excelente coletânea, imperdível para qualquer pessoa que goste de boa música, independente se conhece ou não Joe. Para os fãs como eu, serve como um ótimo artigo de colecionador, além de ter as faixas inéditas que não estão em outro disco de Joe, pelo menos por aqui. E para os "dummies" em Joe Satriani, uma excelente maneira de começar a conhecer e apreciar a música envolvente desse monstro da guitarra da atualidade! Quando sair, pode comprar, você não vai se arrepender!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Joe Satriani"


Dragonforce: Herman Li elege seus cinco riffs favoritosDragonforce
Herman Li elege seus cinco riffs favoritos

Joe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?Joe Satriani
Por que ele não entrou no Deep Purple?


Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritasMetallica
Hetfield elege as suas dez músicas favoritas

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do heavy metal


Sobre Ricardo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336