Resenha - Serenity in Fire - Kataklysm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar Correções  

8


Vindo do Canadá, o quarteto Kataklysm está na ativa desde 1991 quando lançou o seu MD "The Mystical Gate of Reincarnation", chegando a lançar sete discos até chegar neste seu mais recente lançamento intitulado "Serenity in Fire", saindo aqui no Brasil via Nuclear Blast. Pelo nome da banda e pela capa deste CD dá para perceber qual estilo o grupo executa: sim, isso mesmo, o brutal death metal!

publicidade

Com um nome bem forte na Europa e na América do Norte, o Kataklysm vem chegando a nós com a árdua tarefa de se firmar entre as bandas preferidas dos ‘extreme headbangers’ brasileiros, o que ao meu ver, deve acontecer. Maurizio Iacono (vocal), JF Degenais (guitarra), Stephane Barbe (baixo) e Martin Maurais (bateria) trazem um som tocado com bastante velocidade, riffs pesadíssimos e uma bateria bastante técnica. Enfim, as qualidades essenciais que uma banda de brutal death metal deve ter. E posso dizer que o estilo de cantar de Maurizio Iacono, em uma linha um pouco similar a de Alex Camargo (Krisiun), juntamente com o baterista Martin Maurais (que é novo na banda) acabam sendo os maiores destaques dentro do Kataklysm. O interessante também é notar algumas influências do death melódico no som da banda, em pouquíssimos momentos, mas que certamente agradará em cheio todos que curtem nomes como Hypocrisy e In Flames.

publicidade

Abrindo com a melhor música do CD, a rápida "The Ambassador of Pain" traz riffs pesados e cortantes, juntamente com uma bateria extremamente brutal, exatamente como a faixa seguinte, "The Resurrected". A rápida "As I Slithter" dá seqüência aos petardos, assim como a levemente melódica "For All Our Sins" – esta trazendo vocais adicionais de Peter Tägtgren (Hypocrisy) – e por isso, deve ser conferida com um certo cuidado extra por parte dos fãs. Mais riffs pesados estão em "The Night They Returned", que antecede a faixa mais extrema do material: "Blood of the Swans", outro destaque à parte. Voltando à pancadaria está a brutal "10 Seconds from the End", fechando com uma composição que fica entre o black metal e o death melódico – "Under the Bleeding Sun".

publicidade

Peso com qualidade e extremidade com estilo são encontrados facilmente aqui neste "Serenity in Fire". E, acreditem, qualidades para se tornar um grande nome do death metal aqui no Brasil o Kataklysm possui, agora só resta saber como será as vendagens deste CD e como será a sua repercussão. O trabalho está apresentado, e, diga-se de passagem, muitíssimo bem.

publicidade

Site oficial: www.kataklysm.net

Line-up:
Maurizio Iacono (vocal);
JF Degenais (guitarra);
Stephane Barbe (baixo);
Martin Maurais (bateria).

Track-list:
01. The Ambassador of Pain
02. The Resurrected
03. As I Slither
04. For All Our Sins
05. The Night They Returned
06. Serenity in Fire
07. Blood of the Swans
08. 10 Seconds from the End
09. The Tragedy is Preach
10. Under the Bleeding Sun

publicidade


Outras resenhas de Serenity in Fire - Kataklysm

Resenha - Serenity In Fire - Kataklysm




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kataklysm: banda canadense lança "Unconquered", seu novo álbum de estúdio

Kataklysm: prestes a lançar novo álbum, banda canadense troca de baterista

Kataklysm: banda lança segundo single do próximo álbum de estúdio

Kataklysm: lendas do death metal anunciam o 14º álbum


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Metal Hammer: As melhores músicas da história do Death MetalMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal


Heavy Metal: o Diabo e personagens bíblicas nas capasHeavy Metal
O Diabo e personagens bíblicas nas capas

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin