Resenha - Extraterrestrial Live - Blue Öyster Cult

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Toral
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Belos anos 70, onde o rock era mais original e emocionava enormemente.

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRestart: Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 2010

Com uma grande parcela de "culpa" nisso, tivemos o Blue Öyster Cult (BÖC) como uma banda que misturava rock, psicodelismo e hard, com peso, melodia, textura e musicalidade esplêndida.

"Extraterrestrial Live" é um registro ao vivo que entrou para a história do rock and roll, devido a garra impressionante que as músicas tem; reúne os seus maiores sucessos até o ano de 1981.

A formação que o gravou foi: Eric Bloom (guitar, keyboards, vocals), Joe Bouchard (bass, vocals), Rick Downey (drums), Allen Larnier (keyboards, guitar), Donald "Buck Dharma" Roeser (lead guitar, vocals), além de convidados como Albert Bouchard (baterista em "Back Blade" e "Dominance and Submission") e Robbie Krieger (guitarrista em "Radhouse Blues").

Sua gravação foi feita em diferentes shows, o que não diminui sua importância e sonoridade. Hollywood, Long Island, Philadelphia e California foram cidades dos EUA onde o BÖC se apresentou, gravando algumas músicas para a composição deste fabuloso álbum, entre 1980/81.

Para abrir o espetáculo temos "Dominance and Submission", um excelente rock com um riff magistral, acompanhada por um desempenho vocal de primeira linha. "Cities on Flame" é outra música que tem um riff contagiante, sendo daquelas consideradas como ponto alto. "DR. Music" é um dos melhores momentos, devido ao seu peso dentro do rock and roll e refrão cativante; guitarras, bateria e teclado estão em plena harmonia. E o desfile de clássicos continua: "The Red and the Black", "Radhouse Blues", "Burnin' For You", "Black Blade", etc. Mas quando chega a hora de "Joan Carwford", as coisas mudam; sua introdução de piano é tão fabulosa que se tornou algo muito reconhecível e próprio do BÖC. Foi um dos hits da banda através dos tempos, tanto que, nos bons tempos da MTV, havia um clip desta música onde vampiros atacavam meninas colegiais em uma mansão, ou seja, loucura pura!

Outro ponto fortíssimo, como não poderia deixar de ser, é "Hot Rails to Hell", sendo um sucesso mais conhecido por haver saído em algumas coletâneas antigas. No entanto, é impossível deixar de dizer o quanto "Godzilla" emociona por, mais uma vez, trazer um riff inesquecível desta excelente banda, fazendo com que a mesma tenha um andamento mais cadenciado e com um trampo de guitarras fenomenal; "Oh, no, don't say he's got to go, go, go, GODZILLA!" é um refrão daqueles que encanta qualquer amante do mais puro rock. Que tal, finalmente, ter um momento mais calmo, para relaxar? "Veteran of the Psychic War", embora não seja uma balada comum, traz uma bela melodia e letra fantástica. Seus teclados comandam a canção e a bateria segue uma linha no estilo de "We Well Rock You" (Queen), quando a mesma muda de ritmo e passar a ser mais rápida, com solos soberbos. E para terminar com chave de ouro, não poderia faltar aquela que é, certamente, a música mais conhecida do BÖC, ou seja, (Don't Fear)The Reaper.

Vale dizer que outro atrativo é o trabalho vocal em todo o álbum, principalmente dos backing vocals. Somado a isso, mais uma vez, os teclados e guitarras são outro show a parte, além da bateria.

Se você, caro leitor, é daqueles fãs apaixonados pela época mais frutífera do rock and roll, tocado com muita raça e vigor, então não deixará de conhecer o BÖC, especialmente "Extraterrestrial Live". Vale a pena!

Outra informação que não pode deixar de constar é que a banda possui site oficial, sim! Pode-se encontrar a história, novidades, etc. O Que mais agrada é a seção onde fãs podem votar nas melhores músicas, letras, riffs e demais quesitos. Além disso, existem informações de vários integrantes que passaram pelo BÖC ao longo de sua história. Confira!

Site oficial: http://www.bocfanclub.com/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Blue Oyster Cult"


Rudy Sarzo: não havia tanta violência nos anos oitentaRudy Sarzo
"não havia tanta violência nos anos oitenta"

Rolling Stone: as melhores bandas com nomes de corRolling Stone
As melhores bandas com nomes de cor


Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasIron Maiden
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Restart: Trecho de Enter Sandman do Metallica no VMB 2010Restart
Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 2010


Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral no Whiplash.Net.

adGoo336