Resenha - Indestructible - Rancid

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O tempo passou, as pessoas mudaram, mas o Rancid continuou o mesmo. Após um bom hiato desde seu último cd, "Life Won't Wait", a banda retorna com este belíssimo petardo punk-rock, "Indestructible". Nesse meio tempo entre o último cd e este novo, Lars Frederiksen aproveitou para consolidar uma carreira solo, enquanto seu comparsa Tim Armstrong aproveitava para firmar-se como um grande produtor do cenário punk. E agora, ambos voltam com toda força neste novo cd, que saiu recentemente.

Fotos de Infância: Amy Lee, do Evanescence, muito antes da famaKurt Cobain: a teoria de assassinato do músico

Não mudou nada. Faixas como "Indestructible", "Red Hot Again" e a fantástica "David Courtney" (com vocais irados) trazem o Rancid de sempre, com seu punk rock 77! Com pitadas de Ska. Quem diz que isso é repetitivo comete um erro grosseiro, pois a banda é extremamente talentosa, e é impossível não se empolgar ouvindo músicas como "Out of Control" (que começa com um baixo simples e descamba num quase hardcore), a grande "Django" (aonde o Ska se faz presente), e a diferente "Arrested in Shangai" (uma semi-balada com um toque oriental, que nas mãos do Rancid ficou muito interessante).

O cd apresenta uma linearidade incrível, sendo difícil apontar um destaque individual, pois todas as faixas apresentam bons momentos, e colocá-las num ranking seria injusto com o cd, mas a empolgação bate ponto em "Ghost Band", a quase hard (PASMEN!) "Tropical London" e na ramônicas "Born Frustated" e "Ivory Const". A banda aproveitou para inserir elementos como Teclados, Sopros e backings convidados, que se saem muito bem, complementando as músicas, sem descaracterizar a pegada que os consagra.

O Rancid consegue como sempre enfiar um monte de músicas (desta vez são 19) num cd e soar empolgante como sempre. Não é o melhor deles (considero "And Out Come the Wolves" como melhor) mas é digno de ser apreciado por qualquer fã de punk e de música geral... é, velho... eles acertaram de novo!

Site oficial: Http://www.rancidrancid.com

Line Up:
Tim Armstrong - Guitarras/Vocais
Lars Frederiksen - Guitarras/Vocais
Matt Freeman - Baixo
Brett Reed - Bateria

Lançado em 2003 pela Hellcat Records nos Estados Unidos.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rancid"


Punk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensaPunk
10 músicos que são mais ricos do que você pensa

Loudwire: Os 20 melhores álbuns de Rock de 2014Loudwire
Os 20 melhores álbuns de Rock de 2014


Fotos de Infância: Amy Lee, do Evanescence, muito antes da famaFotos de Infância
Amy Lee, do Evanescence, muito antes da fama

Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músicoKurt Cobain
A teoria de assassinato do músico


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336