Resenha - Fires at Midnight - Blackmore's Night

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Sílvio Costa
Enviar Correções  


Mais guitarras elétricas sem perder a beleza e a musicalidade típicas do grupo. Essa é a principal característica deste trabalho do Blackmore´s Night. Algumas incursões pop (sem, no entanto, soar comercial demais) e a adição de mais peso às bases melódicas características da banda são os principais diferenciais deste disco.

publicidade

A primeira faixa, "Written in the Stars", é uma das mais pop da carreira da banda, sem deixar de ser bela por isso. Logo em seguida, uma lindíssima versão para "The Times They Are a Changin´" do mestre Bob Dylan traz as coisas de volta ao lugar. Os vocais de Candice Night ganham contornos únicos em canções como "Home Again" ou "Mid Winter´s Night". Mas a música mais interessante deste disco é, sem dúvida, "Storm", que está no meio termo entre o Speed Metal e o som medieval da banda (se é que isso é possível...).

publicidade

Infelizmente, este disco não possui ainda uma versão nacional. A européia, entretanto, possui duas faixas-bônus (sendo que uma delas é o video clip para o cover de Dylan), além de vir acondicionado numa embalagem especial, cheia de pequenos detalhes.

Este é, sem dúvida, o melhor trabalho da banda e uma das melhores coisas que Ritchie Blackmore fez desde que deixou o Purple e aventurou-se nas trilhas da música medieval.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Ritchie Blackmore: ele está gordo e tocando mal, diz baixista do AerosmithRitchie Blackmore
Ele está gordo e tocando mal, diz baixista do Aerosmith

Blackmore: como ele criou o riff de Smoke On The Water?Blackmore
Como ele criou o riff de Smoke On The Water?


Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos


Sobre Sílvio Costa

Formado em Direito e tentando novos caminhos agora no curso de História, Sílvio Costa é fanzineiro desde 1994. Começou a colaborar com o Whiplash postando reviews como usuário, mas com o tempo foi tomando gosto por escrever e espera um dia aprender como se faz isso. Já colaborou com algumas revistas e sites especializados em rock e heavy metal, mas tem o Whiplash no coração (sem demagogia, mas quem sabe assim o JPA me manda mais promos...). Amante de heavy metal há 15 anos, gosta de ser qualificado como eclético, mesmo que isto signifique ter que ouvir um pouco de Poison para diminuir o zumbido no ouvido depois de altas doses de metal extremo.

Mais matérias de Sílvio Costa no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin