Resenha - Lex Rex - Glass Hammer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


...É um momento de glória para o Glass Hammer. Em "Lex Rex", o conjunto passa a ser um duo, acompanhado por vários vocalistas, incluindo a excelente Susie Borgdanowicz e alguns dos membros que tocavam percussão, baixo, entre outras coisas, em álbuns mais antigos.

Classic Rock: os 50 maiores álbuns de rock progressivoIron Maiden: "se as bandas de metal mandassem no mundo..."

O foco nos teclados e órgãos Hammond persiste e não há razão para que seja diferente. Basta ouvir "Further Up And Further In", "When We Were Young", e "Music For Four Hands (And Temporal Anomaly)" para entender isso. Steve Babb e Fred Schendel são mestres nesses instrumentos, e dessa vez estão tocando-os com dinâmica majorada.

O que pesa aqui é a 'descoberta' e exploração de um espaço ainda sem marcas do Glass Hammer. Sintetizando, é o tesouro proveniente do mellotron, das guitarras, dos baixos (de quatro e oito cordas), entre outras possibilidades que precisavam urgentemente de um uso maior pelo grupo.

Funcionou e o resultado é incrível. Já começa nos contrapontos maravilhosos de "Tales Of The Great Wars" e encanta também em faixas incríveis como "One King", "A Cup Of Trembling", e num dos destaques absolutos, "Centurion".

Os vocais melhoraram e soam grandiosos. Arranjos ricos, variados, inteligentes. Tudo aquilo que podemos descrever como "ok" no resto da discografia da banda recebe os adjetivos proferidos acima. Um crescimento que acompanha a utilização dos instrumentos mencionados anteriormente.

No melhor de 2002, "Lex Rex" talvez não figure entre os "dez mais". Mesmo assim, está facilmente nas menções honrosas. E se persistirem nessa rota, pode esperar, pois eles vão se superar novamente e em breve.

Site Oficial - http://www.glasshammer.com

Material cedido por:
Sound Resources - http://www.glasshammer.com
P.O. Box 16046, 11000
Chattanooga, TN 37416
Email: Audio111@aol.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Glass Hammer"


Classic Rock: os 50 maiores álbuns de rock progressivoClassic Rock
Os 50 maiores álbuns de rock progressivo

Iron Maiden: se as bandas de metal mandassem no mundo...Iron Maiden
"se as bandas de metal mandassem no mundo..."

Piadas sobre músicosPiadas sobre músicos

Lemmy Kilmister: A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininhaLemmy Kilmister
A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininha

Rolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutosRolling Stone
As melhores músicas com mais de sete minutos

Guns N' Roses: Axl se declarou à ex em gravação, mas se arrependeuGuns N' Roses
Axl se declarou à ex em gravação, mas se arrependeu

AC/DC: as músicas do Back in Black, da pior para a melhorAC/DC
As músicas do "Back in Black", da pior para a melhor


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336