Resenha - System X - Impellitteri

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


Chris Impelliteri pode não ser muito conhecido aqui no Brasil, mas é um guitarrista de respeito, com sucesso renomado na Europa e Japão. Pela sua banda já passaram nomes como Rob Rock (vocais) e Graham Bonnet (Ex-Rainbow), lançando cd’s de altíssimo nível como "Stand In Line" e "Crunch", o último, datado de 2000. Nesse meio tempo, Chris perdeu seu vocalista Rob Rock, que partiu para uma boa carreira solo. Aproveitando a deixa, Graham Bonnet retornou à banda para a gravação deste novo "System X". Americano de nascimento, Chris foi muito influenciado pelos atos de 11 de setembro de 2001. Banda talentosa, uma voz consagrada, um guitarrista furioso... no que poderia resultar?

publicidade

"United We Stand", a faixa de abertura, mostra a conseqüência: riffs pesadíssimos, beirando o thrash, com uma banda segura e os vocais mais rasgados que Bonnet já fez em toda sua carreira. Uma faixa tipicamente patriótica, com evocação ao poderio americano ("You better run, You better hide, Cause you pissed off America"), mas extremamente agradável de ser ouvida. A agressividade se repete em faixas como a heavy oitentista "End of The World" e na mais rockeira "Why do They do That".

publicidade

Mas Chris não é só fúria nesse cd. Ecos do bom hard rock com pitadas heavy aparecem nas contagiantes "Perfect Crime" (com um riff matador) e na tipicamente Rainbow "She’s a Nighttime Lover", além da clara e justa homenagem a "All Night Long" (clássico de "Down to Earth", álbum do Rainbow com Bonnet nos vocais"), "Falling in Love With a Stranger" (que alguns poderam dizer que chupa até os vocais da época). O grande destaque vai para a pesada "Rock and Roll Heroes", que evoca a presença de nossos ídolos do rock, com um show da banda, principalmente de Chris e Bonnet.

publicidade

Chris demonstra ser um guitarrista talentoso, mas que se preocupa tanto com os riffs como com os solos. Sua banda de apoio é excelente, destacando o tecladista brazuca Ed Roth, que sabe usar os teclados de maneira a criar climas corretos, sem exagero. Bonnet está cantando como nunca, experimentando tons mais rasgados, ou mais melódicos, dando show a parte. Uma banda de altíssimo nível só poderia produzir um cd maravilhoso.

publicidade

Aproveite que este terá sua edição nacional pela Century Media e compre!

Line Up:
Chris Impelliteri – Guitarra
Graham Bonnet – Vocais
James Pulli – Baixo
Ed Roth – Teclados
Glen Sobel - Bateria

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Chris Impellitteri: mensagem desaforada para o KissChris Impellitteri
Mensagem desaforada para o Kiss

Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradasHeavy Metal
Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas


Megadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave MustaineMegadeth
Os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

Heavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os temposHeavy Metal
Os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin