Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemEvanescence anuncia a saída da guitarrista Jen Majura

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemVinte excelentes músicas do Iron Maiden escritas pelo "chefe" Steve Harris

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemFreddie Mercury revelou em 1985 como foi conciliar carreira solo e o Queen

imagemO clássico dos Rolling Stones que levou mais de 30 anos para ser tocado ao vivo


Stamp

Resenha - Hardline II - Hardline

Por Rafael Carnovale
Em 28/09/02

Nota: 9

O Hardline foi formado em 1992 por Neal Schon (Journey) e os irmãos Johnny Gioeli (Axel Rudi Pell) e Joey Gioeli. Com uma orientação para o Hard Rock pesado, lançaram um cd e interromperam suas atividades em 1993, por problemas pessoais e com sua gravadora na época. Eis que em 2001 a banda resolve voltar, mas sem o guitarrista Neal Schon, que só participa em uma faixa. Agora em 2002 sai "Hardline II", o segundo capítulo desta banda, que mostra um hard fincado no rock anos 80 de Poison, Bon Jovi e Motley Crue, muito bem feito e com uma banda super entrosada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De cara o cd abre com a pesada "Hold Me Down", que mostra que os irmãos Gioeli estão antenados com o rock anos 90, mas sem esquecer suas raízes, seguida da suave porém cativante "Y" (saudade dos anos 80) e da excelente "Paralyzed", cujo pique é sensacional (duvido que essa faixa não grude em sua cabeça com extrema facilidade). O cd alterna faixas mais agressivas e extremamente grudentas, como as pesadas "Do or Die", a rock-pop "Your Eyes" e a extremamente pesada (quase heavy metal) "Weight", com belas baladas, como a pesada "Face the Night", a semi-acústica e grudenta "Hey Girl" (muito bom os vocais dobrados de Johnny). Todas esbanjando extrema qualidade e muito rock na veia,lembrando bem o rock anos 80, que até servia para anúncios de cigarro. O cd fecha com as melhores faixas, a cativante (os riffs e solos são excelentes) "Way it Is, Way It Goes" e a mais chegada para o AOR estilo Journey "This Gift", com a guitarra inconfundível de Neal Schon.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A banda é soberba: Johnny realmente é dotado de um vocal excelente, agressivo e melódico sem exageros e a dupla de guitarras Joey Gioeli e Josh Ramos cumpre seu papel com extrema habilidade, com riffs bem executados e absolutamente irrepreensíveis. A cozinha é discreta e eficiente, com o batera Bob Rock e o Baixista Chirs Maloney, com o complemento do eficiente tecladista Michael Ross.

Ótimo cd, indicado para os amantes do bom Hard Rock... COMPRE!

Lançado na Europa pela Frotiers Records.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.