Resenha - Rude Awakening - Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Falar de uma banda como o Megadeth, com um lançamento desse porte, é bastante difícil. "Rude Awakening" é um CD duplo ao vivo que traz a banda executando vários clássicos e algumas músicas mais recentes.

Grandes covers: cinco versões para "Hangar 18", do MegadethSlash: guitarrista fala sobre a origem da sua cartola

A gravação do disco é bem crua, sem frescuras, fazendo com que músicas do último álbum, "The World Needs a Hero", como "Burning Bridges" e "1000 Times Goodbye" se apresentem em versões mais pesadas e bem melhores do que as originais. Mostram a preocupação de fazer "Rude Awakening" soar realmente ao vivo.

A formação com que o Megadeth contava (Dave Mustaine anunciou recentemente o término da banda) não era sua melhor (que participou dos álbuns "Rust In Peace", "Countdown to Extinction", "Youthtanasia" e "Cryptic Writings"), mas também não era pouca coisa, contando com ninguém menos que Al Pitrelli (Savatage) na guitarra e Jimmy Degrasso na bateria, além de David Ellefson (baixo) e Mustaine (guitarra e vocal).

A fase "Risk" (que marca o último disco de Marty Friedman) foi esquecida, o que para muitos fãs foi um alívio, mas que faz alguma falta, pois se tratando de um lançamento histórico, que traz músicas de todas as fases da banda, seria legal termos uma ou duas faixas do fatídico álbum.

Impossível não falar de porradas como "Devil's Island", "Tornado Of Souls", "She-Wolf", "Angry Again", "Holy Wars" e a dobradinha "Hangar 18 - Return to Hangar", que formam dois CDs de puros clássicos, representando fielmente a carreira de uma das mais importantes bandas de heavy metal que já pisou na Terra.

Tirando alguns vacilos (sempre achei Mustaine um cara inteligente, principalmente por suas letras), como a galera gritando "USA, USA, USA..." no começo de "Almost Honest" e fotos de Mustaine com uma guitarra com a bandeira dos EUA - mostrando em que nível o "controle mental" da mídia americana chegou - temos um álbum ao vivo muito acima da média, o que, com uma banda dessas, não poderia ser diferente.


Outras resenhas de Rude Awakening - Megadeth

Megadeth: um disco ao vivo de verdade, sem remendosMegadeth
Um disco ao vivo de verdade, sem remendos

Resenha - Rude Awakening - MegadethResenha - Rude Awakening - Megadeth




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Megadeth"


Grandes covers: cinco versões para Hangar 18, do MegadethGrandes covers
Cinco versões para "Hangar 18", do Megadeth

Grandes covers: cinco versões para "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: por que a banda vai abrir para o Five Finger Death PunchMegadeth
Por que a banda vai abrir para o Five Finger Death Punch

Grandes covers: cinco versões para a excelente "Tornado Of Souls"

Megadeth: David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depoisMegadeth
David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depois

Desencontro com Kiko Loureiro: as frustrações de um Guitar Hero (vídeo)Desencontro com Kiko Loureiro
As frustrações de um Guitar Hero (vídeo)

Megadeth: Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma Ellefson

Megadeth: cinco curiosidades sobre o clássico Rust In PeaceMegadeth
Cinco curiosidades sobre o clássico Rust In Peace

Megadeth: Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma Ellefson

Em 24/09/1990: Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da bandaEm 24/09/1990
Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da banda

Megadeth: Dave Mustaine está indo bem contra o câncer, diz EllefsonMegadeth
Dave Mustaine está "indo bem" contra o câncer, diz Ellefson

Em 23/09/1990: Megadeth lançava o single "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: um passeio de ida e volta pelo Hangar 18Megadeth
Um passeio de ida e volta pelo Hangar 18

Em 19/09/1986: Megadeth lançava Peace Sells... But Whos's Buying?

Judas Priest: K.K. Downing, Tim Owens e Les Binks tocarão músicas da banda em concertoJudas Priest
K.K. Downing, Tim Owens e Les Binks tocarão músicas da banda em concerto

Megadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por MustaineMegadeth
As pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine

Whatculture!: site elege dez maiores discos de Thrash MetalWhatculture!
Site elege dez maiores discos de Thrash Metal

Propriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com um dono sóPropriedade privada
5 bandas de hard rock e metal com "um dono só"


Slash: guitarrista fala sobre a origem da sua cartolaSlash
Guitarrista fala sobre a origem da sua cartola

Andre Matos: confira o incrível alcance do vocalistaAndre Matos
Confira o incrível alcance do vocalista

Motivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estimaMotivação
10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima

Nightwish: Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãsNightwish
Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãs

Ortografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?Ortografia
Como deveriam realmente se chamar as bandas?

Slipknot: banda sentiu que estava rachando em All Hope Is GoneSlipknot
Banda sentiu que estava "rachando" em All Hope Is Gone

Mike Bordin: Regravar partes de álbuns de Ozzy foi uma m*rdaMike Bordin
"Regravar partes de álbuns de Ozzy foi uma m*rda"


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336