Resenha - Rockstar Soundtrack - Rockstar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

7


Lembram-se do filme que contaria a história de Tim "Ripper" Owens, um desconhecido que integrou uma banda de sucesso do heavy metal chamada Judas Priest? Pois é... os ventos mudaram... por diferenças de roteiro, e principalmente porque os integrantes da banda não concordaram com o que seria exposto no cinema, o filme, que iria chamar-se Metal God mudou de nome para Rockstar e a banda mudou para Steel Dragon. O que teria havido? Até o próprio Ripper Owens dizia em entrevistas que não concordava com a maneira que os fatos foram mostrados, e que jamais o filme poderia sequer fazer alusão à ele... mas vamos à trilha sonora.

publicidade

Trilha sonora realmente é o tipo do cd que você vacila em comprar, principalmente se o filme não emplacar, como foi o que aconteceu com Rockstar, que foi um fracasso tanto aqui como nos Estados Unidos. Mas essa em especial merece atenção. A banda Steel Dragon foi formada por feras do porte de Jeff Scott Soto e Mike Matijvevic, que se revezam nos vocais, Zakk Wylde (precisa falar dele?) e Mike Catonese nas guitarras, Jeff Pilson (sem comentários) no baixo e o filho do homem, Jason Boham, na bateria. Um time desses ou desandava geral ou dava certo. E nesse caso funcionou muito bem. O cd tem 14 músicas, 6 gravadas pelo Steel Dragon. Falar de clássicos como Wild Side do Motley Crue, Devil Inside do INXS, Lick It Up do Kiss, Livin’on a Prayer do BonJovi, ou StrangeHold de Ted Nugent é chover no molhado. Já são muito conhecidos e cabem perfeitamente no contexto do filme, que retrata a vida de um rockstar, com seus excessos (um tanto exagerados, eu acho.... mas tudo ok) e com suas glórias. O Everclear abre o cd com a música título, um punk-poppy bem agradável ao estilo do grupo, e faz bonito, sendo uma boa faixa. Já as 6 faixas do Steel Dragon são realmente excelentes. A primeira (e segunda no cd) Livin’ The Life é um hard potente, embalado pela voz potente de Jeff Soto e um ótimo trabalho de guitarras. Há espaço para uma bonita balada (bom vocal de Mike M.), We All Die Young, para mais um hard potentíssimo com toques heavy, Blood Polution, com destaque para o começo, um pequeno showzinho de Mr Boham Jr., num legítimo som anos 80, para um som mais próximo do grunge de Seattle, Stand Up, mas ainda o típico hard anos 80, e para Wasted Generation, de longe a melhor do cd, com uma levada bem heavy estilo Judas Priest (que coincidência) e vocais de Jeff altamente recomendáveis (como canta esse cara).

publicidade

O Steel Dragon ainda nos brindará com um cover de Long Live Rock And Roll, do Rainbow, que ficou legal, mas fazer como Ronnie Dio faria é quase impossível. A música ainda assim ficou ótima. No geral é uma trilha sonora interessante para os amantes de hard rock, mas sairá um tanto cara, pois ainda não saiu no Brasil e não há prazo para sua edição nacional (se é que haverá). Se o filme não emplacou, pelo menos a trilha é boa. ;)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Aerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiroAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin