RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemThe Cure: 5 bandas que o vocalista Robert Smith já declarou odiar

imagemBruce Dickinson é confirmado como uma das atrações do Summer Breeze 2023

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemGuns N' Roses compartilha foto incrível de show realizado em São Paulo

imagemOs álbuns de outros estilos musicais que Dave Mustaine indica para quem é headbanger

imagemBarbosa ficou em 2º em concurso de guitarrista mais sexy e perdeu para astro internacional

imagemDavid Coverdale lista seus 20 álbuns preferidos do rock britânico

imagemBittencourt explica óbvio motivo para convidar "Cara do Crepúsculo" para papel do Batman

imagemKiko Loureiro explica a química da atual formação do Megadeth

imagemCom tempo de sobra, Bruce Dickinson também faz segurança em show do Iron Maiden

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemRafinha Bastos e João Gordo debatem piada sobre Wanessa e discutem papel do humor

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás


NFL Steve Harris

Resenha - Knights Live - Axel Rudi Pell

Por Rafael Carnovale
Em 20/02/03

Nota: 9

Exatos 7 anos após lançar seu primeiro álbum ao vivo (o excelente "Made in Germany"), Mr. Pell & Cia retornam com mais um petardo ao vivo, desta feita gravado em 2002 na tour do cd "Danger Zone". Se em 1995 Mr.Pell tinha em suas fileiras o competente Jeff Scott Soto e o baterista Jorg Michael, desta feita só sobraram mesmo o baixista Valter Krawezak (seu fiel escudeiro) e o aviso no encarte: "Autêntica gravação ao vivo SEM OVERDUBS"!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A nova formação, completada por Johnny Gioeli (Hardline) nos vocais, Ferdy Doemberg (Rough Silk) nos teclados e o multi-bandas Mike Terrana é de longe a melhor que Axel já teve consigo. De cara somos brindados com "Edge of the World", uma pancada hard/heavy de alto nível, aonde se sobressaem o vocal de Johnny e a bateria de Mike, seguida pela clássica "Nasty Reputation" aonde se repete um fato curioso: nem Johnny nem Jeff Scott Soto conseguem repetir a excelente performance que Bob Rock deu a esta faixa no segundo álbum de Axel (de mesmo nome). Mas ambos não fazem feio.

Axel é um guitarrista muito mais ligado ao conceito de banda do que seus colegas de profissão, como mostram as excelentes "Tear Down the Walls" e "Follow the Sign" (novamente eu ressalto o que escrevi na resenha do cd "Shadow Zone": o riff de entrada lembra descaradamente "Blackout" do Scorpions, influência direta de Axel) aonde o mesmo dá espaço para todos mostrarem suas habilidades, principalmente o excelente Johnny, que se mostra um dos melhores vocais que a banda já teve. Axel ainda aproveita a deixa para homenagear seu ídolo Richie Blackmore, inserindo de forma brilhante um trecho de "Stargazer" (do álbum "Rising" do Rainbow) no meio de "Masquerade Ball"(com direito a um solo matador de Mike Terrana). Pena que a homenagem dure exatos 27 minutos, o que deixa a faixa um pouco cansativa.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O mais interessante deste cd duplo é o contraste de estilos apresentado. Enquanto faixas como a cativante "Warrior", que fecha o cd, tem 5 minutos, "Carousel" (com um belíssimo solo de teclado de Ferdy) e quase todas as faixas do segundo cd têm mais de 10 minutos, com sua mistura de heavy e hard rock e aonde Axel mostra sua técnica apurada, com muito feeling e solos bem colocados. Apesar de em alguns momentos o resultado ser um tanto quanto entediante (como na semi balada "The Clown is Dead"), faixas como "Snake Eyes" (a mais pesada do cd) e "Call Her Princess" mostram como um bom guitarrista pode mostrar seus dotes sem exagerar na auto-indulgência.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Uma boa banda e boas músicas. Vale para fãs e para quem gosta de heavy e hard bem tocado.

Site oficial: http://www.axel-rudi-pell.de

Material Cedido por:
Century Media Records Latina
http://www.centurymedia.com.br
São Paulo (SP)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

King Diamond: O que significa ser Satanista?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.