Resenha - Knights Live - Axel Rudi Pell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

9


Exatos 7 anos após lançar seu primeiro álbum ao vivo (o excelente "Made in Germany"), Mr. Pell & Cia retornam com mais um petardo ao vivo, desta feita gravado em 2002 na tour do cd "Danger Zone". Se em 1995 Mr.Pell tinha em suas fileiras o competente Jeff Scott Soto e o baterista Jorg Michael, desta feita só sobraram mesmo o baixista Valter Krawezak (seu fiel escudeiro) e o aviso no encarte: "Autêntica gravação ao vivo SEM OVERDUBS"!

publicidade

A nova formação, completada por Johnny Gioeli (Hardline) nos vocais, Ferdy Doemberg (Rough Silk) nos teclados e o multi-bandas Mike Terrana é de longe a melhor que Axel já teve consigo. De cara somos brindados com "Edge of the World", uma pancada hard/heavy de alto nível, aonde se sobressaem o vocal de Johnny e a bateria de Mike, seguida pela clássica "Nasty Reputation" aonde se repete um fato curioso: nem Johnny nem Jeff Scott Soto conseguem repetir a excelente performance que Bob Rock deu a esta faixa no segundo álbum de Axel (de mesmo nome). Mas ambos não fazem feio.

publicidade

Axel é um guitarrista muito mais ligado ao conceito de banda do que seus colegas de profissão, como mostram as excelentes "Tear Down the Walls" e "Follow the Sign" (novamente eu ressalto o que escrevi na resenha do cd "Shadow Zone": o riff de entrada lembra descaradamente "Blackout" do Scorpions, influência direta de Axel) aonde o mesmo dá espaço para todos mostrarem suas habilidades, principalmente o excelente Johnny, que se mostra um dos melhores vocais que a banda já teve. Axel ainda aproveita a deixa para homenagear seu ídolo Richie Blackmore, inserindo de forma brilhante um trecho de "Stargazer" (do álbum "Rising" do Rainbow) no meio de "Masquerade Ball"(com direito a um solo matador de Mike Terrana). Pena que a homenagem dure exatos 27 minutos, o que deixa a faixa um pouco cansativa.

publicidade

O mais interessante deste cd duplo é o contraste de estilos apresentado. Enquanto faixas como a cativante "Warrior", que fecha o cd, tem 5 minutos, "Carousel" (com um belíssimo solo de teclado de Ferdy) e quase todas as faixas do segundo cd têm mais de 10 minutos, com sua mistura de heavy e hard rock e aonde Axel mostra sua técnica apurada, com muito feeling e solos bem colocados. Apesar de em alguns momentos o resultado ser um tanto quanto entediante (como na semi balada "The Clown is Dead"), faixas como "Snake Eyes" (a mais pesada do cd) e "Call Her Princess" mostram como um bom guitarrista pode mostrar seus dotes sem exagerar na auto-indulgência.

publicidade

Uma boa banda e boas músicas. Vale para fãs e para quem gosta de heavy e hard bem tocado.

Site oficial: http://www.axel-rudi-pell.de

Material Cedido por:
Century Media Records Latina
http://www.centurymedia.com.br
São Paulo (SP)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradasHeavy Metal
Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas


Guitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidosGuitar World
Revista elege os 50 guitarristas mais rápidos

Steve Perry: 5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do JourneySteve Perry
5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do Journey


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin