Resenha - Dark Discovery - Evergrey

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

8


Finalmente chega ao Brasil o debute do Evergrey, "The Dark Discovery" (1998), fazendo com que a banda sueca tenha sua discografia completa lançada em nosso território, para deleite dos fãs brasileiros, via Hellion Records.

publicidade

A estréia do conjunto liderado por Tom S. Eglund mostra características típicas de seu estilo composicional que tornaram-se, felizmente, usuais a nossos ouvidos. Atmosferas bem carregadas provenientes de referências góticas, participação de mulheres nos vocais – neste caso a brilhante Carina Kjellberg –, além de coros e instrumental muito bem trabalhado remetendo-nos ao progressivo.

publicidade

Faixas como "Closed Eyes", contando com a participação especial de Andy La Rocque (King Diamond), também produtor do disco; "When The River Calls", na qual apresenta-se o fantástico Mattias IA Eklundh (Freak Kitchen); e "For Every Tear That Falls", o primeiro grande clássico do Evergrey, com destaque ao dueto de Kjellberg e Eglund, já fazem de "The Dark Discovery" um CD acima da média e, para sua época, praticamente uma dádiva frente à baixa criatividade que imperava até então no power metal progressivo.

publicidade

Apesar de todos os méritos, é inegável que sete anos depois, e com lançamentos como "In Search Of Truth" (2001), e "The Inner Circle (2004), temos uma visão mais abrangente e crítica sobre o Evergrey. Por essa e outras razões, ficam claras algumas falhas no primeiro álbum, especialmente no que concerne a produção e mixagem. O trabalho de Andy La Rocque é bom, mas deixa a desejar em vários sentidos, como se àquele tempo, nem ele e a banda tivessem entendido ainda o vasto leque de idéias e possibilidades de exploração das sonoridades próprias do grupo.

publicidade

O tempo deu conta do recado e acertou os ponteiros, mas não conseguiu recuperar este aspecto em "The Dark Discovery". De qualquer maneira, é um ótimo lançamento e que, vale lembrar, conta ainda com uma faixa extra, multimídia, sendo esta o vídeo para "For Every Tear That Falls".

Site Oficial – http://www.evergrey.net

Tom S. Eglund (Vocais – Guitarras)
Dan Bronell (Guitarras)
Daniel Nojd (Baixo)
Will Chandra (Teclados)
Patrick Carlsson (Bateria)

publicidade

Material cedido por:
Hellion Records – http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo – SP – BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: [email protected]

publicidade


Outras resenhas de Dark Discovery - Evergrey

Evergrey: Para fãs de música pesada e sombria

Resenha - Dark Discovery - Evergrey




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Tom Englund: os álbuns que marcaram o vocalista do EvergreyTom Englund
Os álbuns que marcaram o vocalista do Evergrey

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia


Heavy Metal: nove ótimas músicas suaves do gêneroHeavy Metal
Nove ótimas músicas suaves do gênero

Separados no nascimento: Steven Tyler e Márcia GoldsmichSeparados no nascimento
Steven Tyler e Márcia Goldsmich


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin