Resenha - Crazy Again - Southern Rock Allstars

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Vignini (Gandalf)
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Essa banda tem um nome que faz justiça a sua formação. Formada pelo ex-Molly Hachet, Dave Hlubek nas guitarras, o ex-Blackfoot, Jackson Spires na bateria e os ex-Rossington Band, Jay Johnson, nos vocais e guitarras e Charles "Fireball" Hart no baixo, a banda é um "dream team" do rock sulista americano.

Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?

O álbum começa com "Train of Sorrow", que é tudo o que eu esperava ouvir: guitarras pesadas, vocal fantástico e uma batera detonadora. É uma música impossível de se ouvir com volume baixo. Grande começo. Hlubek continua em grande forma, com bons solos, com muito bom gosto.

"Dreaming" e "Ghost of You" são hard-rocks bem aos anos 80. Não são ruins, mas constratam um pouco com o restante a primeira música. "Knight in Shining Arms" já é uma balada açucarada bem fraquinha e com um sax dos mais irritantes.

Quando parecia que o álbum ia descambar, vem "Crazy Again" um som a altura dos nomes que compõe a banda, southern rock de primeira, ótimos backin' vocals e solos muito bons de slide guitar. "Trouble's Comin" é outro bom momento e segura bem o pique.

E lá vem mais um hard dos anos 80, "Ship of Tears", que é atropelada pela excelente "Traveller", talvez a melhor música do disco, Bem pesada e os músicos "querendo mostrar serviço", e com muita categoria!!!!

Depois da cacetada anterior, vem a balada "Better Off Alone", desta vez eles não erraram a mão no açúcar, e é um bom momento para relaxar. Logo em seguida vem as boas Don't Believe A Word" e "The Answer Lies With You" para encerrar o álbum.

O cd é bem legal, vale a pena conferir, apesar de lembrar em vários momentos mais da fase Blackfoot dos anos 80, do que dos 70, mas com absoluta certeza é centena de vezes melhor do que as coisas que aparecem por aí. Se quiser saber mais sobre os caras, confira na página www.southernrock.com . E se você curte Blackfoot, da época do Stike como eu, confira como está o velho índio Spires.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Southern Rock All Stars"


Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Manowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?Manowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Kirk Hammett: Mustaine toca rápido e eu, melódicoKirk Hammett
"Mustaine toca rápido e eu, melódico"

Rock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposRock Progressivo
As 25 melhores músicas de todos os tempos

Beavis e Butthead: como eles seriam se fossem reais?Beavis e Butthead
Como eles seriam se fossem reais?

Drogas: site faz um levantamento das mais usadas em festivaisDrogas
Site faz um levantamento das mais usadas em festivais

Megadeth: Dave Mustaine e o respeito aos fãsMegadeth
Dave Mustaine e o respeito aos fãs


Sobre Guilherme Vignini (Gandalf)

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.